Site Meter

domingo, 2 de julho de 2006

Catalizadores do tesão - Audição

Ora bem, decidici começar pelos sons porque muito particularmente, estes mexem demais comigo. Calculo que com todos vocês mas comigo....é tesão na certa.
Uma palavra, um gemido, um suspiro, uma música, a respiração, o silêncio.......parece bom não parece? Não parece! É mesmo!
Exercício prático: tentem lá privar-se da visão(vendas não faltam) e do tacto(algemas também não faltam mas por agora não é necessário).
Apaguem as luzes, fiquem bem perto do parceiro(a) e peçam-lhe para que vos conte uma fantasia, uma situação vivida, uma cena passada entre os dois....tanto faz. Mas que seja rica em detalhe, em pormenores, em caprichos e em erotismo.
Ouçam com atenção! Não só as palavras e as frases mas também as pausas, o barulhos dos lábios a descrever a situação, o engolir da saliva, a passagem da língua nos lábios secos, o tom da voz que vos fala......tentem escutar e imaginar tudo o que vos estão a dizer e a relatar.....sim, imaginem.....não perguntem nem questionem nada....apenas escutem e........não toquem!
Deixem rolar.....tentem controlar o tesão sentido, deixem ficar rijo, húmido, a pulsar, puro desejo.....
Tentem captar a intensidade de tudo que vos rodeia e que vos estão a dizer....
Escutem, ouçam, processem, interiorizem........e quando ficarem com os pêlos arrepiados, uns calafrios e uma vontade abissal de possuir ou ser possuida por quem nos está a colocar num estado desses........voltem a escutar......desta vez os gemidos, o coração, as mãos a passar no cabelo enquanto se entregam um ao outro.........com tesão.....enorme tesão......como tem de ser....

22 comentários:

  1. Olá e bem vindo a este mundo virtual! :) è sempre bom receber mais uma pessoa interessada em falar/partilhar coisas deste universo que, para muitos, ainda é um bocadinho tabu.

    Fico à espera de mais coisitas da tua parte!

    Beijinho,
    Lady Ping

    ResponderEliminar
  2. os tabus só existem para quem não os queira abolir....e eu quero, tal como muitas outras pessoas.
    Obrigado pelo tua visita e a porta está sempre aberta.

    ResponderEliminar
  3. Está provado que a falta de um ou mais sentidos no ser humano, obriga os restantes a entrarem em estado de alerta, estimula-os, aguça-os. De tal maneira que certas coisas, muitas vezes imperceptíveis ou facilmente negligenciáveis por predominância de um outro sentido, vêm ao de cima como azeite na água. Ou seja, muitas vezes somos de tal forma "distraídos" com o que a visão ou o tacto nos proporcionam, que esquecemos que outros sentidos como a audição ou o olfacto, quando estimulados, podem ser extraordinários triggers de tesão...

    Depois existe também a variante da impotência que nos trás a ausência de um dado sentido, neste caso, não se vê, não se toca, só se ouve! É como que a dizer, estou aqui, preso, submisso, rendido, por favor toca-me e faz de mim o que quiseres... Um sentimento que pode não ser muito apelativo para alguns mas, para quem gosta e no devido contexto, pode ser extremamente estimulante...

    Resumindo e baralhando: estimulação + dominação = tesão descomunal!

    E claro, não nos esqueçamos de que um bom "fode-me com força cabrão" ou um "minha putinha linda" fazem milagres... novamente, para quem é adepto do género, claro! lol

    Beijoca
    Miss Perfect

    ResponderEliminar
  4. Meu deus.....isto anda a ficar bonito...."minha putinha linda"?
    E que tal minha putinha safada? Ou rebenta a tua putinha? Bem, esta conversa é sem dúvida de tesão mas afinal....não era essa a ideia?
    Onde andas tu Noiva?

    ResponderEliminar
  5. Tinha sido um dia complicado e cansativo apesar de ser sábado. Finalmente entramos no quarto do hotel para dormir. SÒ dormir.

    A tesão e já há muito que estáva afastada pelo dia fatigante.

    Já estavamos deitados e, depois do nosso abraço de boa noite, preparados para dormir, quando começamos a ouvir um bater ritmado na parede...

    A principio lento e fundo, depois mais rápido. Ai a visinha do quarto ao lado começou a gemer...

    Olhamos um para o outro. Sabiamos o que o outro estava a pensar.

    Quando ele acelerou, ela começou a gemer mais alto, já em descontrole total. Pouco depois ele tambem já se ouvia.

    Mas nessa altuar já nós nos tinhamos esquecido do cansaço e em breve eramos nós que faziamos bater a cama na parede.

    ResponderEliminar
  6. O poder da audição é realmente incrivel....
    Quem nunca o experimentou?
    Quem nunca desejou repetir?
    Quem não fica com tesão só de o imaginar?
    Noiva!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  7. Tenho de perceber uma coisa...

    Quando tu dizes "NOIVA" é porque a tens, e queres que ela apareça por aqui ou não tens noiva e estás a ver se aparece alguma? :-D (O que me parece perfeitamente legitimo e adequado)

    ResponderEliminar
  8. Zuko: eu queria que nesses momentos ela aparecesse mesmo mas no momento em que o digo e ao vivo.....pela tusa que sinto ao escrever ou ler estes posts......

    ResponderEliminar
  9. Mas tem andado aqui a espreitar Zuko:)

    ResponderEliminar
  10. São estes vossos comentários que dão vontade de continuar....obrigado a todos e todas! Com a vossa ajuda o tesão continua!

    ResponderEliminar
  11. mmmmmmm... isto promete! ;)
    É um belo exercício, sim senhor, recomendam-se!!
    Beijo

    ResponderEliminar
  12. Estou a gostar demais...

    Acho que ainda me falta ler um texto..

    Até já...

    ResponderEliminar
  13. Utilizem os vossos sentidos e partilhem também!

    ResponderEliminar
  14. Só podia ser assim...

    parabéns pelo texto gostei muito;)

    ResponderEliminar
  15. Gonzo: As tuas palavras são retribuídas....

    ResponderEliminar
  16. Este é para mim o mais intenso dos catalizadores.A audição, ai...
    o gemer, as palavras de paixão... o que nunca se diz.. o arfar.. é demasiado intenso!

    ResponderEliminar
  17. Lolita: Não tenho argumentos para ti! nem como o negar!

    ResponderEliminar
  18. não argumentes, não argumentes... ;)

    ResponderEliminar
  19. You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it »

    ResponderEliminar