Site Meter

terça-feira, 25 de julho de 2006

Catalizadores do tesão - Tacto

Escrever sobre o sentido da palpação é uma tarefa ingrata. Porquê? Porque sinto cada premir da tecla, cada vírgula, cada espaço, cada pontuação.... e porque sei também que no final do texto sentirei as pontas dos dedos usadas, quentes, com as pequenas terminações nervosas aí existentes a reclamarem por algo mais, algo igualmente quente, húmido, onde o tacto impera e as sensações exigem mais e mais tacteamento.... e não o terei....
Acho que nem eu mesmo saberia escolher o que prefiro: usar o tacto ou senti-lo em mim.
Só eu sei os efeitos que se revelam quando percorro o corpo feminino com as minhas mãos, mas não me refiro a tocar simplesmente. É muito mais do que isso. É sentir cada espaço, cada pedaço de pele, de cabelo, cada poro, cada imperfeição, sim porque essas são especialmente diferentes das restantes e portanto, carecem de análise ainda mais pormenorizada por falta de conhecimento. Já experimentaram sentir uma cicatriz? Experimentem! Sintam e tentem reter o que elas encerram. Cada uma delas sem excepção. A proprietária agradecerá certamente pois nelas se encerram terminações que nos dão sensações mais além. Já para não falar que qualquer "patinho feio" carece de atenção, de carinho, do toque....
Por vezes os pormenores fazem a diferença e se estiverem atentos verão certamente que a cada toque existe uma recção, quase que involuntária, um suspiro...., um gemido...., um enrijecer...., um tremor...., um cortar da respiração...., quase que esperando o passo seguinte, um orgasmo....., sim essa coisa que ninguém gosta....., mas que todos procuram..., que ninguém quer..., mas todos desejam....
Ter uma mulher à mercê das minhas mãos, talvez mesmo recorrendo a algemas, para que nela possa tactear, percorrer os seus pés, com firmeza, agarrando-os, sentindo cada contorno dos seus dedos, cada espaço entre eles, a forma como estão dispostos e as reacções ao meu toque....., subindo um pouco e encontrar os tornozelos, fiéis depositários de tantas sensações perdidas, que quando tocados se revelam......mas não parar por aí. Seria tão redutor, apesar de fundamental, referir o corpo da mulher e o quanto gosto de lhe tocar e ficar-me por aqui.
Adoro trepar pelo seu corpo com as minhas mãos, sentir as pernas lisas, o seu contorno, deter-me nos seus joelhos e sentir cada pequena prega dos mesmos, tocar na sua parte posterior e sentir a pequena covinha aí existente, perder tempo sentindo os meus dedos a deslizar ai, uns pequenos círculos bem lentos e sair arrastando o indicador por trás da coxa até ao limite da nádega, regressando com a mão bem aberta e pressionando, de forma a sentir a consistência existente e voltar a subir, desta vez pela frente, com os dedos bem afastados para sentir um espaço maior.....nesta altura não sei como estaria ela, calculo que bem, mas eu estaria muito, muito bem.....
Tão bem que passaria a percorrer, a palma da mão, como que querendo adiar ou reter o desejo e o tesão que já sentiria.....palma da mão....eu ia na palma da mão e queria sentir cada ruga ai formada, percorrer cada umas delas, tentando descobrir o caminho a seguir, pelo tacto. Colocaria os meus dedos sobre os dela e deslizaria em toda a sua extensão, primeiro suavemente mas depois apertaria, faria pressão para os sentir nos meus, e dai passaria a subida íngreme mas não trabalhosa, dos braços....tão delicados e possuidores de um cotovelo que é tão bom de sentir, de contornar, bem como o seu lado oposto, onde o braço se dobra, onde por vezes uma gota de suor se deposita e é detectada pela ponta dos meus dedos....humidade...mas não a suficiente para mim. Quero mais...e vou procurar por ela....trepando com os meus dedos.....até ao seu ombro,
depósito de tantas carícias anteriores e acreditem ou não, eu sinto-as, eu palpo-as.... e percorro a sua extensão até ao seu pescoço, que se endurece instantaneamente como que se preparando para a tortura que uma ligeira pressão da minha mão, agarrando-o, apertando-o, sentindo-se vulnerável perante uma mão que pode estrangular mas que não o quer fazer......mas gosto de agarrar assim....sentir o poder nas minhas mãos.....sentir que elas comandam, sentem e tocam aquele corpo....adoro.
Deixar os meus dedos deslizarem pela nuca dela, sentindo os cabelos a escaparem entre os dedos, a suavidade dos mesmos, e que de repente se fecham tal como garras das quais nada consegue agora escapar e ela gosta....eu sei que gosta da pressão que exerço quando os puxo......
Desenhar os contornos do seu rosto com a ponta do polegar, percorrer os olhos, deslizar pelo seu nariz enquanto as narinas se enchem de ar, pois a respiração está rápida, já não é pausada, e isso sente-se também na ponta dos meus dedos enquanto desço em direcção à sua boca......que me tenta aprisionar o dedo mas que eu não permito, pois a minha missão é nobre e não quero correr o risco de me deixar cair em tentação e deixar de a sentir, não por muito mais tempo.....mas o suficiente para que possa terminar a minha missão.....de sentir até não poder suster o desejo, a vontade, a puta da tesão que sinto....que me consome.....
Os seus lábios são por mim sentidos enquanto os percorro, como suaves, carnudos, diria mesmo inchados e secos. Detenho-me neles ainda por alguns momentos levando dois dedos à minha boca, molhando-os, passando de seguida lentamente pelos dela, humedecendo-os, devolvendo-lhes a frescura característica, o brilho e ainda mais suavidade. São demais....
O toque seguinte foi cair suavemente no mamilo......erecto, rijo...e senti-o duro como poucas vezes tinha sentido antes. A minha mão envolveu completamente o seu peito e ela encheu os pulmões suplicando por ar e eu senti o inchaço que provocou, deixando-me sentir ainda mais aquele seio, suave como tudo, rijo o suficiente para os desejar como tudo, para os querer apertar,
sem magoar mas apertar firmemente.....como adoro.....passar a sentir o contorno do mamilo, apertando-os também ligeiramente e não pude deixar de ouvir um gemido.....como me excita.....
É precisamente nesse momento que coloco outra mão entre as suas coxas, tocando-lhes na parte interior, sem que a outra mão deixe de tocar os seus seios.....e comecei a sentir na ponta dos meus dedos uma humidade, que escorria dela, vindo ao encontro dos meus dedos.....e esta sim.....era a humidade que queria, que me instigava a pesquisa, a tortura auto-infligida, era este calor húmido que queria descobrir nela.....
A mão dos seios já quase que descontrolada, vinha como que em auxilio da outra, descendo apressadamente pela barriga, detendo-se ainda no seu umbigo mas seguindo encosta abaixo, enquanto a outra subia em busca da fonte de toda aquela cascata que escorria.....
E quando eu sentia que os meus dedos de mãos opostas se encontrariam......tal não aconteceu, estranhamente ou não, pois a que percorria encosta abaixo deteve-se suave e delicadamente no seu clitóris, grande, enorme de tanto tesão que sentia, não parando mas em vez disso circulando em volta, tal como uma fera que circula a sua presa à espera do momento certo, enquanto a mão que percorria a busca da nascente subitamente entrou num espaço alagado, que pulsava de calor e de vontade de ser percorrido....... e subitamente o sinal foi dado. O momento certo havia chegado.....o mergulho dentro dela ordenou à outra mão um ataque à presa, tocando-lhe.....pressionando ligeiramente e rapidamente, sem parar, deslizando e subindo sobre o clitóris enquanto a penetrava com a outra mão, num vai e vem lento, ligeiro, superficial, que foi gradualmente tornando-se rápido, duro, profundo, sentindo as minhas mãos na mesma cadência.....e eu sentia nelas tremores, impulsos, tensão, tesão.....muito tesão.....em mim, nela ainda mais e eu sabia aqueles momentos, ja conhecia, talvez não com tanta intensidade, mas aproximava-se um enorme...........orgasmo e veio..........veio de uma forma brutal, devastadora, cheio de tesão, que tesão........que poderoso......enorme......gigante.....imenso......e eu sentia tudo.....tudo na ponta dos meus dedos, com o tacto, com esse desgraçado mas terrivelmente delicioso tacto.......esse outro sentido que me arrebata...... .

54 comentários:

  1. Uau!
    Foi o melhor texto sobre percorrer o corpo de uma mulher que já li!
    Adorei a tua escrita, lendo-te com atenção e ansiedade, quase senti os teus dedos pelo meu corpo...

    Alteraste-me a respiração com essas palavras...

    Beijo tatuado...

    P.S. Alguém que compreende o meu fascínio por cicatrizes!

    ResponderEliminar
  2. fascinante a tua visão....adoro que me toquem e acariciem e o principio do fim com alguem que eu amava foi ele dizer que "festas só se dão aos cães"....nao eram festas, eram caricias, toques que eu queria, esses que tu falaste;)

    ResponderEliminar
  3. Paixão: esse comentário vindo de uma mulher é sem dúvida um enorme elogio. Obrigado!
    Pantera: existem pessoas que só se relacionam bem mesmo apenas com os animais, pois eles nunca reclamam....não se deve abrir mão do que se gosta. Obrigado também pelo teu comentário.

    ResponderEliminar
  4. Pena que em tempo real o tacteamento de um corpo não seja tão demorado,às vezes era desejável que assim fosse.
    Intenso, Arrebatador...

    =)Finalmente a tão aguardada actualização.

    ResponderEliminar
  5. Safada: o tempo real é o que se faz dele e não o que se adquiriu até hoje. Por vezes pode mesmo ser assim tão arrebatador. Já experimentaram pedi-lo?

    ResponderEliminar
  6. Céus...


    Fiquei apaixonada por este texto...

    Irremediavelmente...

    Beijo doce

    ResponderEliminar
  7. Sutra: muito obrigado.....já nao sei que dizer mais. Obrigado a todos

    ResponderEliminar
  8. "quase que esperando o passo seguinte, um orgasmo....., sim essa coisa que ninguém gosta....., mas que todos procuram..., que ninguém quer..., mas todos desejam...."

    Ninguém gosta??? Ninguém quer??? Quem disse????? lol

    Beijo intrigado
    Miss Perfect

    ResponderEliminar
  9. Miss: bem aventurados os que alcançam.....;)
    Já fazias falta neste espaço.

    ResponderEliminar
  10. Gostei do ritmo ofegante que ouvi neste Tacto. Era como se estivesse a ver, a cheirar,a saborear, a ouvir e a sentir tudo.

    Escrito com muito tacto...

    PANTERA: Festas é só para os cães?
    Então o gajo que vá sodomizar cadelas!

    ResponderEliminar
  11. Zuko: as tuas palavras são um verdadeiro elogio

    ResponderEliminar
  12. Uf, que texto.. ate fiquei sem folego ao le-lo, so de imaginar.. mm. esse percorrer o corpo de uma mulher... sao pcos q o sabem... mas basta isso... bj

    ResponderEliminar
  13. Maluca: só é necessário encontrar....

    ResponderEliminar
  14. Um toque lento...uma caricia demorada...um tesão prolongado...um orgasmo interminavel. Adorei o teu post, adorei o teu blog
    A temperatura do meu corpo subiu a imaginar caricias assim.

    Vou voltar com certeza, fabuloso
    beijo doce

    ResponderEliminar
  15. Bem...estou sem palavras...apenas com sensações...:P

    ResponderEliminar
  16. Fugiram-me as palavras.
    Paralizada.

    obrigada por passares por ali*

    ResponderEliminar
  17. Não está a ser fácil gerir todos estes comentários......
    Quero continuar a ser quem sou.
    Quero manter-me humilde....
    Quero manter-me com tesão....
    E todos estão a contribuir para isso.
    Obrigado a todos e todas!

    ResponderEliminar
  18. Hummmm... uma escrita lambida na ponta dos dedos... muito apetecível.
    A tesão... essa palavra é uma penetração dos sentidos, todos os sentidos.
    Já ouviste falar de sexo tântrico?... ouviste onde e da boca de quem?

    ResponderEliminar
  19. Hummmm isto está a ficar prometedor =)

    ResponderEliminar
  20. Que ideia fantastica a tua, escrever desta maneira sobre os catalizadores da tesão.

    Li, li com atenção... e imaginei-me em todas estas situações. sim, o tacto e a visão são importantes.. mas para mim, nada me excita mais que "ouvir". Ouvir como disseste o gemer, as palavras, a respiração descompasada, arfar... ouvir a tal história, a fantasia... Talvez por isso eu fale tanto quando faço sexo: provoco, confesso-me, choro, gemo... porque sei que tem sempre o resultado que desejo.

    Confesso, adorei o teu blog.. vou voltar.

    ResponderEliminar
  21. Shaktí: realmente já ouvi falar mas onde e por intermédio de quem é que não sei.....
    Safada: prometedor? Vais ter de explicar porquê.....
    Bad-lolita: é bom ser excitado pelos sentidos não é?

    ResponderEliminar
  22. Tu sabes que gosto de te reler

    (depois explico-te =))

    *

    ResponderEliminar
  23. Gostei imenso deste texto, desta descrição que nos guia através das pontas dos teus dedos ao desejo.
    Bem descrito, fez-me voar a imaginação.
    Parabéns.
    Deixo-te outro blog meu, se o quiseres conhecer.

    http://manefta.blogs.sapo.pt

    Beijos

    Manefta

    ResponderEliminar
  24. Manefta: é sempre um prazer ler-te

    ResponderEliminar
  25. beeemmm... que texto! cada palavra é uma carícia que em conjunto tacteiam pelo meu corpo... mmm... muito bom! beijo rubro

    ResponderEliminar
  26. Luna: agradeço o teu comentário. Começo a não saber o que dizer.

    ResponderEliminar
  27. Não fiques, e aproveita cada comentário, cada momento...

    ResponderEliminar
  28. Bad-lolita: Este é o meu espaço, o meu refúgio, a minha partilha, um grande pedaço daquilo que sou e sinto. Aproveitar cada comentário? Não sei se os encaro como uma forma de demonstrar cumplicidade da parte de quem os faz ou se realmente não os mereço. Vocês escrevem tão bem, fazem-me aproveitar cada linha que leio-o....
    Realmente estou agradecido.

    ResponderEliminar
  29. Sabes, tenho varios blogs. Um deles existe há 2 anos, com mais de 105 mil visitantes... e digo-te não há nada mais gratificante, do que saber que conseguimos fazer as pessoas sentirem algo quando nos leêm... mas melhor ainda é saber que essas pessoas apreciam o nosso trabalho.

    Agora comecei o meu quarto blog.. talvez o meu "quarto eu" ( o mais importante de todos). Estou a tentar exprimir os meus sentimentos mais profundos,o desejo, o querer... e descobri que não é tão fácil quanto isso. Pelo menos para mim. Sê-lo é uma coisa... escrever é totalmente diferente.

    ResponderEliminar
  30. Quem sabe não absorvo inspiração nele.....gostava.

    ResponderEliminar
  31. texto sensual e erotico...linda dewscrição do ke mais precioso temos...os nossos sentidos...Imaginar é facil...mas viver ainda melhor...
    Obrigadapela tua visita ao meu recanto...
    Voltarei e convite

    beijo Maresi@

    ResponderEliminar
  32. Maresi@: sim, imaginar é fácil e bom....
    Por vezes o dificil é mesmo expressá-lo. Por palavras então....

    ResponderEliminar
  33. pelo tacto conhecemos melhor o mundo...

    obrigado com b...

    abraço

    ResponderEliminar
  34. Tiago: e que mundo.......o feminino encerra tanto por descobrir.....
    Gostei de te ver por aqui.

    ResponderEliminar
  35. Grande texto... Em todos os sentidos... LOL

    Continua (em todos os sentidos. LOL).

    ResponderEliminar
  36. Gk: continuarei, também incentivado por comentários como o teu. Obrigado.
    P.s.- Realmente os textos estão a ficargrandes demais:(

    ResponderEliminar
  37. noivo, continua tudo á espera de mais um texto loll

    ResponderEliminar
  38. Bad-lolita: ai sim? assim tanto? não quero ficar com falta de humildade. Não vais conseguir pressionar-me no tesão....:) eu não vou deixar.

    ResponderEliminar
  39. oh! e eu lá pressionei? :|

    ResponderEliminar
  40. Bad-lolita: não disse que o fizeste;) apenas que não vais conseguir

    ResponderEliminar
  41. Vê-se logo que além de analfabeto, és paneleiro!

    ResponderEliminar
  42. Klatuu: Estive tentado a apagar teu comentário mas.........por um lado é sinal que o blog está a crescer e como tal, atrai todo o tipo de pessoas. Por outro e não menos importante, para que eu próprio possa ler o que deixaste. Faz-me sempre lembrar quem não gostaria de ser. Não, não tenho tempo para recalcamentos dos outros.
    SOS Apoio à vítima, procura! Eles ajudar-te-ão com os abusos sexuais!

    ResponderEliminar
  43. Estava aqui uma mocita tão concentrada a ler o teu post e eis que falas em algemas... foi a desconcentração total :)
    Belas palavras.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  44. Cris: é um objecto provocador....concordo....

    ResponderEliminar
  45. OH! não tenho essa pretensão! :P

    ResponderEliminar
  46. Bad-lolita: eu sei que não:)

    ResponderEliminar
  47. Adorei o texto...está muito bem escrito, belo descrição do corpo feminino...adoro q contemplei cada pormenor do meu corpo como também gosto de contemplar o outro corpo...encaro o sexo ou o Fazar Amor sempre ou quase sempre nessa perpectiva.

    Parabéns pelo texto

    Besitos

    ResponderEliminar
  48. Gonzo: Agradeço as tuas palavras....Tem mesmo de ser assim.

    ResponderEliminar
  49. Olá noivito! :)

    Hoje tive que vir ao burgo, por isso aproveitei para te vir visitar...

    Este teu post fez-me lembrar uma destas noites... :))

    (Recomendo alternar língua e lábios em vez dos dedos... ;))

    Obrigado pela visita, volto em breve para te ler :)

    ResponderEliminar
  50. Inês: Agradeço a lembrança do plebeu...:)
    Agradeço também a recomendação mas....o seu a seu tempo....e foi tempo de tactear....
    Cá esperarei...

    ResponderEliminar
  51. Hummmmmmmmmmmmmmm toco-te!!!
    Beijooooooooooooooooo e um bom dia!

    ResponderEliminar
  52. Dark-me: Ainda não senti :) Mas gostei!

    ResponderEliminar