Site Meter

sexta-feira, 27 de outubro de 2006

Masturbamix

Cá estou de novo tal como prometido.
Durante a ausência, motivada por questões profissionais, senti a falta dos comentários, de postar, de expressar o que penso e sinto.
Tenho andado muito sexual. Sim, mais do que normalmente. Porquê não é fácil de perceber, nem mesmo para mim, a verdade é que isso tem sido um facto. Tenho por isso dedicado mais alguma atenção à busca do prazer auto-assistido, ao prazer manipulado, à masturbação, à luta dos cinco contra um, que toda a gente sabe como se desenrola. Por vezes tem sido ao acordar, na hora do almoço, nas pausas do trabalho, depois deste, à noite etc……tem sido assim. Curiosamente, constato que nem sempre é tão bom, nem sempre é fantástico, nem sempre tão intenso, no entanto, sempre, sempre bom!
Agora que já corri o risco de ser considerado tarado sexual, talvez conviesse dizer que sempre tive uma relação muito próxima com a masturbação, sempre a vi como algo natural, saudável e didáctico. Também nunca tive, felizmente qualquer problema sexual com a parte feminina que me levasse por estes campos, até porque mesmo quando tenho relações, tenho vontade de me proporcionar também prazer. Talvez isto explique também o motivo porque adoro ver uma mulher a tocar-se, a procurar o seu prazer, querendo chegar lenta e progressivamente o seu orgasmo. Meu deus, que tesão que é!
Adoro sentir uma mão a tocar-me. Já tentaram aprofundar as diferenças sentidas pela mão de alguém em relação à nossa? Mas mesmo a sério? O toque é diferente, a pressão é diferente, a forma de agarrar também, os movimentos, a cadência, a vontade e a estimulação……tudo muda. Não necessariamente para melhor, mas a diferença….está lá e é óptima. È demais! Seja como for estava a falar de mim e não de mãos alheias que não conhecem 50% do que é fazer a nós próprios, por muito que pratiquem e tentem haverá sempre essa diferença. Por vezes há surpresas, mas….
Gosto é de sentir o prazer e a descarga de tensão (ou será tesão), que me proporciono nessas alturas……E vocês?