Site Meter

sexta-feira, 27 de outubro de 2006

Masturbamix

Cá estou de novo tal como prometido.
Durante a ausência, motivada por questões profissionais, senti a falta dos comentários, de postar, de expressar o que penso e sinto.
Tenho andado muito sexual. Sim, mais do que normalmente. Porquê não é fácil de perceber, nem mesmo para mim, a verdade é que isso tem sido um facto. Tenho por isso dedicado mais alguma atenção à busca do prazer auto-assistido, ao prazer manipulado, à masturbação, à luta dos cinco contra um, que toda a gente sabe como se desenrola. Por vezes tem sido ao acordar, na hora do almoço, nas pausas do trabalho, depois deste, à noite etc……tem sido assim. Curiosamente, constato que nem sempre é tão bom, nem sempre é fantástico, nem sempre tão intenso, no entanto, sempre, sempre bom!
Agora que já corri o risco de ser considerado tarado sexual, talvez conviesse dizer que sempre tive uma relação muito próxima com a masturbação, sempre a vi como algo natural, saudável e didáctico. Também nunca tive, felizmente qualquer problema sexual com a parte feminina que me levasse por estes campos, até porque mesmo quando tenho relações, tenho vontade de me proporcionar também prazer. Talvez isto explique também o motivo porque adoro ver uma mulher a tocar-se, a procurar o seu prazer, querendo chegar lenta e progressivamente o seu orgasmo. Meu deus, que tesão que é!
Adoro sentir uma mão a tocar-me. Já tentaram aprofundar as diferenças sentidas pela mão de alguém em relação à nossa? Mas mesmo a sério? O toque é diferente, a pressão é diferente, a forma de agarrar também, os movimentos, a cadência, a vontade e a estimulação……tudo muda. Não necessariamente para melhor, mas a diferença….está lá e é óptima. È demais! Seja como for estava a falar de mim e não de mãos alheias que não conhecem 50% do que é fazer a nós próprios, por muito que pratiquem e tentem haverá sempre essa diferença. Por vezes há surpresas, mas….
Gosto é de sentir o prazer e a descarga de tensão (ou será tesão), que me proporciono nessas alturas……E vocês?

44 comentários:

  1. Adoro sentir-me e dar-me prazer como só eu sei! É um tipo de prazer diferente e muito intimo! Quando as mãos não são minhas tento mexer o corpo para conseguir aquele toque que me leva à loucura!

    ResponderEliminar
  2. Miss: é um bom princípio!!! Muito bom mesmo. A questão é: com que frequência?

    ResponderEliminar
  3. Sempre que me apetece! Na verdade...acho que nunca me farto!lol!

    ResponderEliminar
  4. Miss: deixa lá que comigo não anda muito longe disso. Penso que sou mesmo muito sexual.....fazer o quê.....sou assim.

    ResponderEliminar
  5. Welcome back, dear noivo! ;)
    Ainda bem que regressaste à escrita.
    Quanto ao assunto deste post, já o abordei num post sobre a avareza: são momentos únicos de contacto comigo mesma, dos quais não prescindo.
    E mai'nada!
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Mariazinha: obrigado pelas palavras. Quanto aos teus momentos......são únicos mesmo!

    ResponderEliminar
  7. É o que eu chamo egoismo... mas eu adoro ser egoista :)

    beijo!

    ResponderEliminar
  8. eu entendo-te! tb é uma prática usual em mim... por falar nisso, já volto!!

    ResponderEliminar
  9. Lolita: nesse aspecto penso que todos somos...e ainda bem que é assim. Mas uns são mais que outros:)

    ResponderEliminar
  10. Nada como as nossas mãos para tocar a nossa melodia e ao nosso ritmo... ;)
    Bjs
    Gostei da tua visita

    ResponderEliminar
  11. Nada como as nossas maos para completar o maior dos prazeres.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. A masturbação dá um prazer especial, sou uma adepta ferranha :p sozinha, a dar espectáculo para o Machine, com a ajuda dele, a ele... tudo. Adoro.

    ResponderEliminar
  13. Nao é q n goste, mas gosto mais de ser explorada por outras maos... claro q pode haver umas ajuditas minhas... bj

    ResponderEliminar
  14. Que bom ler-te, ainda bem que estás de volta...já estva com saudades tuas :)

    Besitos

    ResponderEliminar
  15. Nay: e que melodias se tocam....hum

    ResponderEliminar
  16. carlota: Coisas só alcançáveis com os nossos dedos:)

    ResponderEliminar
  17. Ninfa: a dois é sem dúvida um outro patamar, mas não comparável não achas?

    ResponderEliminar
  18. Eu: bom? bom é muito pouco...

    ResponderEliminar
  19. MalucaResponsavel: é mesmo....mas mais uma vez, imcomparável:)

    ResponderEliminar
  20. Gonzo: nem sei que dizer às tuas palavras....eu também estou muito contente de vos ver por cá de novo.

    ResponderEliminar
  21. Lolita: não ves que tenho andado por cá???bj

    ResponderEliminar
  22. Luna: podes colocar delicioso nisso:)

    ResponderEliminar
  23. Por vezes acho que é um acto muito solitário, mas se tiver que ser...

    ResponderEliminar
  24. Afrodite: mas é um acto que apenas solitáriamente pode atingir a sua plenitude não achas?

    ResponderEliminar
  25. Ora aqui está um "tópico" interessante!!!!

    Eu não me importo nada, nem me incomodo, em dar-me prazer!
    Adoro tocar-me, ver até onde posso ir, conhecer as fronteiras e ultrapassá-las!...
    Mas no fim... o prazer sexualé óptimo, mas fica a faltar "qualquer coisa", entendes?!
    Depois do orgasmo... falta o abraço... o olhar cumplice... o beijo ainda húmido de desejo!...

    Incomparavél, é as masturbação dupla, isto é: eu a ele, e ele a mim!!!!
    Isso, meu Caro Noivo, A-DO-RO!!!!

    Bjs de prazer e obrigada pela visita!!! Vai aparecendo!!!

    ResponderEliminar
  26. Heidi: adorei o teu comentário. Está completamente acertado. Apenas um aparte: a tudo isso faltava a penetração! Mas tudo é diferente;)

    ResponderEliminar
  27. concordo com a heidi... bom mesmo, é juntar as duas coisas! ui!

    ResponderEliminar
  28. Lindo... desafio para ti no meu blog!
    Sorry

    Kiss

    ResponderEliminar
  29. Nay: pronto, agora já estou curioso:)

    ResponderEliminar
  30. Com um óleozinho até as mãos mais desajeitadas fazem maravilhas...hum maravilha

    ResponderEliminar
  31. Foxy: sem dúvida nenhuma que tens razão! Adoro!

    ResponderEliminar
  32. Realmente é óptimo. Uma vez pedi a um "amigo" que o fizesse... Ele recusou, disse k não s sentia à vontade em fazê-lo à minha frente... então eu fiz-lhe... Mas adoro masturbar-me e ele gosta de ver... Assim como também gosto k me façam a mim... Eu gosto k m vejam a fazê-lo. Dá sempre um enorme prazer...

    ResponderEliminar
  33. Luca: Ora cá está uma coisa em comum.....além disso adoro vê-lo a acontecer....

    ResponderEliminar
  34. Eu também gosto de ver... Não percebo pk tantos tabus! qnd falo disso com as minhas amigas, elas ficam:oh... achas?!! k horror.. Saloias!!! enfim...

    ResponderEliminar
  35. Luca: relativamente a ver ou a fazer???

    ResponderEliminar
  36. eu diria apenas: haverá quem não goste?
    Que melhor forma de nos conhecermos do que a auto-estimulação?

    Obrigada pela visita e pelo comentário

    Beijo doce

    ResponderEliminar
  37. Sarah: Eu é que agradeço....a visita:) Quanto à estimulação....concordo plenamente!

    ResponderEliminar
  38. Sabes que considero uma alegre descoberta o teu blog...

    E também deveras interessante ver a escrita de um homem ser bem tratada em vez de ser quase sempre avacalhada (o tal portuguesismo!).

    Relativamente ao tema lançado, confesso que é um excelente prazer que tiramos de nós próprios porque apenas nós sabemos com exactidão a intensidade que queremos dar aos momentos chaves da tesão provocada pela masturbação.

    Faz parte da masturbação percebermos o que nos leva a ficar excitados bem como levarmos a nossa mente a elevar o grau de excitação.

    Apesar da mentalidade portuguesa ainda estar muito atrasada, já se começa a dar uns passos interessantes em tudo o que se fala de sexo.

    Parabéns pela forma como levas o teu barco no ciberespaço... ;)

    ResponderEliminar
  39. então e conter o tesão todo até ao final do dia para depois explodir melhor?

    ResponderEliminar