Site Meter

quarta-feira, 27 de dezembro de 2006

O ano em revista


Resolvi redigir este post por uma razão muito simples, pelo menos para mim: acho que faz todo o sentido, no final de cada ano, olhar para trás e analizar o que foi feito nesse mesmo ano.
Vantagens? Pode permitir concluir que não fizemos nada daquilo que queriamos, podemos chegar à conclusão que ficaram algumas coisas por fazer, que atingimos tudo a que nos propusémos e tem ainda a enorme vantagem de através dessa mesma análise podermos melhorar e talvez seja esta a principal razão pela qual entendo ser pertinente fazer isto.
Isto é válido para os nossos empregos, para a nossa família, para os nossos projectos e sonhos, bem como para a nossa vida sentimental. Ah e neste caso concreto, para este blog!
Assim, e atendendo que estou a falar do ano de criação deste blog, e que até nem corresponde a um ano inteiro pois este foi criado em julho, para ser mais preciso, a 2 de julho de 2006, a análise será feita então apartir desse mesmo primeiro post.
Então vejámos:
O que este blog não trouxe: mentiras! O que escrevi ao longo deste tempo, reflecte ou o que penso ou o que passei e sinto, sem recorrer a falsidades ou a contos que talvez fossem mais do agrado do comum visitante. Ah e não houve cópias.
O que este blog trouxe: pelo menos na minha interpretação, uma visão muito pessoal do que é o tesão, das formas que são possíveis obtê-lo (algumas), um espaço de opinião relativamente a esta questão ( e outras) e ainda a possibilidade de quem o lê adoptar, se quiser, algumas das coisas que aqui digo e são comentadas.
Os posts que menos gostei: excluíndo aqueles que faziam alusão ao número de visitantes(1000 e 5000), destaco o Politicamente correcto......ou talvez não..... e Na despedida, talvez por não ter conseguido transmitir muito bem o que era o objectivo dos mesmos.....
Os posts que mais gostei: Catalizadores do tesão - Audição, Visão, Tacto, Olfacto, Gosto e Líbido, Uma noite diferente e Que pensar?. Uns porque me deram um gozo tremendo de escrever e viver, outros pelos temas que encerram e pela participação dos leitores.
O que menos gostei de ver aqui: algumas visitas que apenas pretendem publicitar os seus blogs e que fazem questão em escrever os seus links e ainda utilizadores que não possuem blogs. Claro que para ler e postar não é necessário ter um mas entendo que os blogs reflectem também um pouco de cada um.
O que mais gostei de ver aqui: pessoas fantásticas que escrevem excelentemente e que passei a visitar, bem como comentários pertinentes que ajudam a ter um blog que me dá prazer de gerir.
O que não me trouxe este blog: dinheiro, tristeza e tempo.
O que me trouxe este blog: a possibilidade de ser quem sou, de escrever o que penso e sinto sabendo que tenho como retorno as opiniões de quem lê, pessoas amigas, prazer e possibilidade de ler gente tão tesuda e fascinante.
O que este blog não vai trazer: hipocrisias, mentiras ou plágios.
O que este blog vai trazer: a verdade, o tesão e a pertinência. Provavelmente colocarei mais questões que julgo importantes, sem nunca deixar a raiz que caracteriza a criação deste blog: o tesão.
E pronto, esta é a minha análise, a minha forma de ver o que foi feito até aqui. Quem quiser opinar que o faça pois este espaço é meu, mas é também de todos os que o lêem.
Uma excelente despedida deste ano e um 2007 cheio de coisas que queremos! Tão boas que até chateiam:)
São os votos do Noivo!

terça-feira, 26 de dezembro de 2006

Na despedida

Ora bem, agora que já passou o tempo das prendinhas e das renas, estamos quase no fim do ano.
Não sei porquê mas sinto que me devo despedir deste ano de uma forma....marcante, tesuda, inesquecível.....
Sugestões? ;)

domingo, 24 de dezembro de 2006

Super Natal!

E porque jamais poderia deixar de desejar um Natal a todos que por aqui passam, aqui fica um bom exemplo de como o pai natal também recebe prendas:)
Bom Natal!

quarta-feira, 20 de dezembro de 2006

Que pensar?

Que dizer acerca da infidelidade? De todo inaceitável, perdoável ou compreensível?
Mal menor numa relação, escape de rotinas, falta de amor, falta de respeito?
Será igual trair com uma pessoa do mesmo sexo ou uma aventura bissexual?

Será a curiosidade não assumida, a vontade não partilhada ou o desejo escondido?

Será que desejar outras ou outros é considerado também como ser infiel? Será que uma conversa mais ou menos picante por exemplo pela net ou por sms é, poderá ser ou não é traição?

É que por vezes leio e ouço certas coisas que me fazem pensar bastante em toda esta questão. Aqui partilho esta questão, aqui espero a vossa contribuição. Quem já o fez, quem nunca o fez, quem pensa fazer ou quem diz que desta água não beberá! Todos.

sábado, 9 de dezembro de 2006

Hoje mando eu!

VEM CÁ!
Deixa tudo que estás a fazer e vem rápido. Vem depressa que a minha vontade de te ter junto a mim é enorme......
OLHA-ME!
Observa através do meu rosto e do meu olhar o quanto te quero.....
BEIJA-ME!
Encosta os teus lábios nos meus e deixa-me sentir essa textura que conheço de olhos fechados......
AGARRA-ME!
Puxa-me para ti e deixa-me ter o teu corpo junto ao meu.....
TOCA-ME!
Passa no meu corpo as tuas mãos, nos locais que tão bem conheces.....
DESPE-ME!
Tira-me estas roupas que não me deixam sentir-te melhor, vê o meu corpo nú que te quer.....
DEITA-ME!
Coloca-me vulnerável a ti e deita-te sobre o meu corpo ansioso por te ter......
DEVORA-ME!
Usa a tua boca para me saboreares, para me enlouqueceres.....
POSSUI-ME!
Mostra-me o quanto me desejas e deixa-me sentir a tua vontade em mim.....


AMA-ME!
Faz-me sentir amado neste diálogo carnal, como só tu sabes fazer.....
SATISFAZ-ME!
Faz-me sentir um orgasmo intenso, com urgência do teu......
VEM-TE!
Comigo, os dois, num só momento, único e arrebatador....

HOJE MANDO EU E VAMOS REPETIR TUDO DE NOVO.....AGORA!

AMO-TE.....