Site Meter

domingo, 29 de julho de 2007

Imaginem....

Imaginem o cenário:
Estão vocês com os vossos respectivos, juntamente com outro casal amigo.
Jantaram os 4, um bom vinho a acompanhar e decidem ir tomar um copo a casa deles e ver um qualquer filme ou outra coisa qualquer que signifique um tempo bem passado.
Cada casal sentado num sofá, um digestivo a acompanhar....
O outro casal inicia uns actos afectivos perfeitamente normais, uns beijos e uns abraços.
Passado um pedaço, esses actos passam a carícias, umas mãos mais atrevidas e uns gemidos disfarçados.....Neste momento impõe-se uma pergunta da minha parte: o que fazem vocês? Já pensaram? Se a vossa resposta não foi "íamos embora", ficavam ali os dois a olhar pra tv, ficavam a olhar para eles ou faziam o mesmo que eles? Vão pensando nisso porque aviso já que eles não se ficarão por aquele nível:)

26 comentários:

  1. Bem... não sei! A minha mulher nas demostrações de afecto é por vezes bastante púdica... por isso acdho que ela quereria ir embora... agora eu não sei. Ficaria na dúvida, na certeza que seria um serão bem passado. LOL

    ResponderEliminar
  2. 1º - ... quando eles dessem conta estavam sozinhos, pois nós iríamos embora fechado a porta sem fazer barulho. E provavelmente nunca mais voltaríamos lá. porque:
    1 a - Se somos convidados, é uma grande falta de respeito fazerem aquilo pois é como se nos estivessem a cagar em nós. Há tempo para tudo. Se gostam de foder com gente a ver, perguntavam primeiro se nós gostaríamos de assumir esse papel, ou então iam foder num carro no meio do estacionamento do Continente. Não é conservadorismo nosso é uma questão de respeito.

    2 - Perguntávamos se por acaso precisam de lhes dar um momento a sós, para ver a reacção deles. Caso acalmassem, ficava tudo bem ainda nos riamos com isso. Caso dissessem por ficarmos a ver... temos a situação referida em 1 a

    3 - Se for em casa de um casal amigo.~... não acontecia, pois não conheço ninguém assim, mas se por caso acontece-se... eu diria algo que até a ti te lixava a cabeça. "Se tens ideias de continuar com isso, espero que estejam seguros de vocês... não te esqueçam que estamos a ver e, LOGO, a julgar, E pode acontecer que nos entusiasmemos e comecemos a fazer o mesmo e vocês acabarem por ficar cheios de complexos de inferioridade".

    Se à coisa pior para um homem/mulher não profissional no ramo, é ser confrontado com a sua competência sexual. É OU NÃO É?

    Nas mulheres, por exemplo, até na roupa são inseguras, quando tão em algo tão intimo como esse!

    Efectivamente, o ciúme não se prende ao facto de a nossa parceira(o) gostar de outra pessoa do mesmo modo como de nós ( o que isso é já por si muito mau ) é o facto que o outro(a) poder ser melhor em todos os aspecto.

    O meu problema? Tenho 38 anos e agora percebo de umas coisas que quando era puto não percebia. E fico-me por aqui. O pessoal na casa dos 40 sabe do que estou a falar.

    ResponderEliminar
  3. ... don't know, guess I need to be in the situation... the food, the wine, the movie... it all depends, also the friends - you gotta know they r kind out there and this is nothing weird. I don't judge, u never know 'till u r in the situation
    :P

    ResponderEliminar
  4. Pois... Complicado... Mas acho que tudo depende do nível de interacção que tivéssemos com esse casal. Acho que o ideal seria não sermos apanhados de surpresa e não perdermos a noção do que é ou não ridículo.
    Sobretudo conversar, perceber o que se passa e qual o objectivo dessa atitude.
    Beijão

    ResponderEliminar
  5. Agora numa resposta mais completa.
    Tudo iria depender das pessoas e do momento em questão.
    Visto que se trata de um casal amigo e supondo que era a primeira vez que faziam algo semelhante na nossa presença, numa primeira fase ficaríamos de espectadores (não é da TV) para ver até onde é que eles se soltavam, se o ambiente aquecesse e começasse a existir Tesão no ar, certamente que começaríamos a fazer o mesmo.

    ResponderEliminar
  6. Lua feiticeira: podes dizer porquê?

    ResponderEliminar
  7. jguerra: apenas um não dança o tango:)

    ResponderEliminar
  8. curtidola: se podem? não é pergunta que se faça.....:)

    ResponderEliminar
  9. Pois é, quando os olhos vêem e os ouvidos ouvem - os outros sentidos entram em sobressalto...
    Daí que "o ambiente" empurra os sussurros da mente, e até os sentimentos não ficam impávidos e mornos...
    Daí que há pensamentos que se enleiam e... (até) há gestos que se agitam em murmúrios de carinho e ternura (amor)...

    ResponderEliminar
  10. Eduardo: até fui ler o que escrevi novamente!
    Foder não foi palavra utilizada, nem sequer existe um sinónimo no texto!
    A suposta questão seria mesmo em casa de um casal amigo, tal como está também escrito no texto.
    Não posso deixar de estranhar a referência "até a ti te lixava a cabeça", ou existe um conhecimento da minha pessoa que desconheço?
    Pelo que li, serias tu a ter um excelente desempenho e a pergunta "ou não é?" só comprova a experiência. Não posso responder a isso pois não me encontro a esse nível tão elevado.
    O teu problema? Sinceramente não sei... no post diz: "Se a vossa resposta não foi "íamos embora",....vão pensando nisso...", portanto talvez acabe por perguntar mesmo a quem está na casa dos quarenta visto que quem está nos trinta não sabe, logo, ambos não sabemos, certo? Abraço.

    ResponderEliminar
  11. erotic: concordo! Por isso mesmo o post tem como título imaginem:)

    ResponderEliminar
  12. Vânia: por vezes certas atitudes não têm de ter uma explicação muito lógica. Basta imaginar a situação. É esse o desafio.

    ResponderEliminar
  13. Curtidola: ok, a ver vamos...

    ResponderEliminar
  14. amaral: ninguém sintetiza melhor que tu sabias?

    ResponderEliminar
  15. hihihi

    noivo... quando escreveste
    "Vão pensando nisso porque aviso já que eles não se ficarão por aquele nível"

    depreende-se logo muita coisa.
    Eu não disse nada do que escreveste.
    Tenho que começar a escrever os meus comentários como quem compõe musica para orquestra. Neste caso seria GALHOFA.
    ( dizendo isto sentado com o pé direito em cima do joelho esquerdo num actitude de gozo ) -> Só quis brincar com a tua ideia. Imagina imagina o casal estar a desempenhar a actitude provocátória, coisa aquece o outro casal começa também, e chega a um ponto que os papeis invertem-se. O casal que começou fica a olhar e apercebe-se que o outro casal tem um desempenho que fazer corar John Holmes.
    O que eu quis dizer é que se a competitividade é muito béra neste campo. hehehe

    ( dando-te uma palmada no ombro )->Não me leves a sério.
    Imaginaste a coisa como se fosse um filme porno, ou, vá lá, erótico. Mas na realidade a coisa podia até correr muito mal, é assim ou não é?

    ( olhando para ti, acudindo o dedo indicador direito na direcção da tua cara) -> A coisa mais séria que disse foi ; "Tenho 38 anos e agora percebo de umas coisas que quando era puto não percebia."

    ( rindo ) -> Vive feliz e faz ou outros felizes. No entanto se quiseres lançar um debate sobre o tema eu terei todo o prazer em fazer a parte de advogado do diabo, como já referi num outro blog.

    Abraço e continua a escrever. Não complicas e és certinho.

    ResponderEliminar
  16. Eduardo: sabes porque gosto de comentar os blogs que visito? Porque comento o que leio.....
    Afinal estas coisas acontecem a todos: eu também percebo hoje coisas que não entendia anteriormente. É sinal de experiência? Talvez sim talvez não......sempre aprendi que não existe experiência sem prática e que a prática nos leva a perceber de uma outra forma teorias para as quais nos apresentámos à partida resistentes e renitentes ou até críticos.
    Não poderia imaginar melhor elogio que "não complicas e és certinho":)
    Um abraço ao advogado do diabo;)

    ResponderEliminar
  17. Hum... acho que ja tudo foi dito
    Logo
    Deixo votos de uma noite boa
    :))

    ResponderEliminar
  18. Porque se calhar até seria eu e o meu amor esse tal casal. O swing para mim é um tipo de pimenta, O K?
    jocas

    ResponderEliminar
  19. um momento: foi? então ninguém percebeu o que farias tu ou é impressão minha?

    ResponderEliminar
  20. lua feiticeira: ok, assim já existe conteúdo. Se bem que o sw não foi abordado:) é apenas imaginar:)

    ResponderEliminar
  21. Isso seria um "convite" feito de uma maneira bastante rude. Essas merdas perguntam-se na cara, não se convida uma pessoa para sua casa e toca a fazer insinuações.

    ResponderEliminar
  22. crestfallen: cada qual entende à sua maneira o que se lê.

    ResponderEliminar
  23. Concordo. Mas a minha interpretação teve como base a situação e não o texto. Simplesmente imaginei-me com a minha namorada na casa de um casal amigo e isto acontecer.

    Não sei... é um bocado de egocentrismo da parte do meu pénis. Ele gosta de ser o actor principal e único, nos filmes que faz :)

    ResponderEliminar
  24. crestfallen: e quem sou eu para dizer o contrário..... no caso concreto calculo que tenhas ido embora então. Abraço

    ResponderEliminar