Site Meter

terça-feira, 27 de novembro de 2007

O peso das fodas

Decidi interromper a minha viagem pelos acessórios femininos. acho que já estava a massacrar. Mas não desisti e vão poder verificar isso mesmo muito brevemente.
A questão é que o meu "tico e teco" entraram em rota de colisão e eu achei que se poderia dissertar um pouco relativamente ao "peso das fodas". Complicado? Já vão ver que não :)
Fazendo uma associação entre a foda e o peso, rapidamente se conclui que as mulheres estão envolvidas (pelo menos na minha cabecita). Desta forma, para mim passam a existir:
Uma foda leve
Uma foda normal

Uma foda de peso

Assim à primeira vista, ninguém quer uma foda leve. E uma foda normal é algo banal, logo também não agrada à primeira vista. Então, uma foda de peso não deixa ninguém indiferente!
Todos queremos dizer que tivemos uma foda de peso! Confessem lá....
Agora que já vos tentei induzir, como se fosse uma sessão de hipnose (ehehehe), vou dar uma de grandioso e mostrar que estão todos enganados! Estou maluco hoje, só pode :)
Vocês já pensaram nas vantagensde cada uma? vamos lá ver:

Uma foda leve, acontece sempre que como parceira se tem alguém que se julga muito boa, muito elegante mas que na realidade de frente nem se nota e de lado ninguém vê. Estas mulheres têm vantagens bastantes úteis para os homens tais como: sabem sempre o estado do tempo (têm mesmo de saber devido ao perigo de uma rajada de vento as derrubar); comem muito pouco logo gastam pouco e qualquer dose dá bem pra dividir entre os dois e da parte delas ainda sobra; outra enorme vantagem é poderem dormir com elas em cima e acordarem a pensar que ainda são solteiros pois nem dão por elas; e finalmente facilitam algumas posições do kamasutra!

Uma foda normal, acontece sempre que se tem uma mulher que pesa mais que uma criança e menos que duas mulheres normais juntas. Também estas têm as suas vantagens. Geralmente podem usar qualquer tipo de roupa sem que nada fique mal; podem até ter preocupações com a comida mas até comem de tudo um pouco; não chateiam muito a dormir e se a cama não for muito grande sentimo-las facilmente; e para terminar é o chamado pau para toda a obra porque com mais ou menos dificuldade abrangem quase todo o kamasutra!

Uma foda de peso, acontece sempre que se tem uma mulher que não passa despercebida, nem mesmo a quem tem visão diminuída. Claro que também têm as suas vantagens. Andam sempre com roupa de marca, pois a Helena Miró apesar de tudo é famosa; nunca ficam com comida do almoço para o jantar lá em casa porque o apetite é grande, logo a comidinha é sempre fresquinha; qualquer homem se sente protegido ao seu lado; pode-se sempre contar com um aconchego extra na cama; e para terminar são capazes de surpreender em algumas posições do kamasutra devido à sua elasticidade!
Portanto meus amigos e amigas, e em jeito de conclusão, até porque não quero entrar no campo das desvantagens, para não correr o risco de ser apupado (eheheh), qualquer foda é boa, desde que se aproveite o seu peso relativo! E com isto me despeço, ciente de ter iniciado uma nova teoria da relatividade :)

domingo, 18 de novembro de 2007

Mini-saias..... turn me on!

É curioso como certas peças femininas têm o condão de mexer tanto com a minha mente, com os meus sentidos e com o meu tesão!
A verdade é que estas pecinhas, na sua generalidade, minúsculas, são talvez as que mais prendem a minha atenção...
Existem de todas as dimensões, feitios, padrões e tecidos, logo numa enorme variedade, mas todas elas atingem o mesmo objectivo: agradam-me!
Com ou sem meias, com ou sem saltos altos, com pele branca ou morena, com ou sem imperfeições, mais ou menos reveladoras, com mais ou menos efeito surpresa (entenda-se, com ou sem string), de qualquer uma das maneiras..... PROVOCAM-ME!!! :)Estas pequeníssimas peças têm uma dualidade curiosa: se para as mulheres, usá-las é sinónimo de femininalidade e alvo de cobiça (por homens e mulheres), já no caso dos homens, vê-las tão bem enquadradas num corpo tão apetecível, significa uma de duas coisas, ou ambas: "quero comê-la, aqui e já" e/ou "que merda, que merda, que merda..... que merda que eu tenho!!!" :) .
Com o cuidado que existiu em seleccionar tanta variedade (podem ampliar), se ainda assim existirem queixas, "faxavor" enviar as reclamações à Noiva, pois neste post foi uma parte bem activa... e participativa! Encontrem-na se conseguirem :)

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Meias..... turn me on!

É curioso como certas peças femininas têm o condão de mexer tanto com a minha mente, com os meus sentidos e com o meu tesão!
Existem de todas as cores, feitios, tamanhos e texturas no entanto, ficam quase sempre irresistíveis, pelos menos aos meus olhos.Fazem-me sonhar, divagar, imaginar, enfim..... é a loucura. E portanto, a imagem (que dá para ampliar), é meramente ilustrativa ;)

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Serei muito sexual?

Acho que sou muito sexual…
Acho que por vários motivos mas talvez os principais sejam o facto de pensar muito no assunto e por achar que sexualmente sou liberal. Parece confuso? Vamos lá ver se me faço entender então…
Quando refiro que penso muito no assunto, não se trata de passar 24 horas a pensar em sexo, entenda-se. Tem mais a ver com reflectir sobre os diversos assuntos que ao sexo estão ligados, tendo por isso ideias muito próprias, algumas bem curiosas até, outras acabam por ir de encontro ao que normalmente está estabelecido. Gosto de saber o que pensam os outros sobre o sexo, sobre a forma como vivem a sua sexualidade, semelhanças e diferenças das suas vidas sexuais, experiências e fantasias, etc… Assumo que não sou sexólogo (nem gostaria de ser) mas que a temática me atrai fortemente. Este blog acho que fala por si. Dirão muitos de vocês: “mas isso acontece com quase toda a gente!” e eu respondo: talvez sim mas quantos o admitem? Quantos falam sobre isso? Quantos se debruçam sobre o tema sem ser com fins lucrativos (orgasmos)? Mais…! Quantos efectivamente param para pensar não nos aspectos bons e agradáveis do sexo, mas ao invés, reflectem e analisam as suas fragilidades, receios, limitações e insucessos? Pois é…… não precisam de responder. Mas serão sem sombra de dúvida bem menos.
Relativamente ao segundo motivo, quando digo que sou sexualmente liberal, não quero com isto dizer que “marcha tudo”, muito menos que não tenho valores que me regem ou que aceito todas as situações de ânimo leve. Não senhor! Prende-se com o facto de achar que não tenho tabus, e digo achar porque efectivamente não vivenciei todas as situações e portanto, admito estar errado e também com o facto de encarar o prazer como um fim e não um meio. Passo a explicar…
É comum os homens dizerem que gostam de ver duas mulheres juntas. Se gostam de um belo corpo, é fácil perceber que dois belos corpos sejam um regalo ainda melhor para vista e daí a pensarem em ter a duas dedicadas a si, vai um passinho realmente muito pequeno. Neste prisma, se uma delas for a sua companheira, não haverá certamente nenhum problema. Mas gostam sempre de realçar: “desde que seja só pela experiencia, pela fantasia, só pelo sexo e pelo prazer… sem amor portanto!” Até aqui nada de novo :)
O problema é que existe sempre o reverso da medalha e portanto a mesma situação atrás descrita se pode verificar também pelas mulheres. Neste caso, a abertura a fantasias, experiências, só pelo sexo e pelo prazer….obviamente sem amor, também se aplica? Por vezes gostaria de saber a proporção ou a percentagem de homens que aceitariam algo do género, como realização de uma fantasia da companheira. 5%? 1%? Se calhar até ficaria admirado com o resultado mas por enquanto julgo-me no direito de achar que não andará longe disto.
Sexualmente liberal! Não esquecer do que se está a tratar….perceberam a ideia?Em relação a encarar o prazer como um fim e não como um meio, parece-me bastante mais simples. Se o prazer é o que todos queremos, se no final todos gostamos é de atingir e proporcionar bons e aprazerados orgasmos, interessará realmente a forma como esses são obtidos? É assim com todos e todas não é? Então já entenderam porque os homens tentam convencer as mulheres que levar no rabinho até nem doí e pode ser bom, além de eles gostarem tanto daquele buraquinho. Mas quantos impediriam as mesmas mulheres de aparecer lá em casa adornadas de um strap-on? You get the point!!!

domingo, 4 de novembro de 2007

Só para quem merece!!!

Estou que nem posso!!! Mas também quem é que me manda querer andar a dar música ao pessoal? Hein?
Certamente alguns já devem ter reparado que umas vezes "vos dou música", outras "já não dou", agora "já dou outra vez" e vamos lá ver se "desta é de vez" pois ainda não está como eu quero! Fonix..... xiça..... que esta coisinha dá trabalho pra caraças! (estão a ver o meu esforço pra não dizer asneiras??? Foda-se!)
Mas o seu, a seu dono e tenho muito a agradecer ao meu amigo "fresco", ai se não fosses tu....OBRIGADO!
Bem.....partindo então do principio que esta coisita vai mesmo "funceminar em modos", gostava que, para além de poderem desfrutar das músicas que escolho, isto fosse mais interactivo e então lembrei-me (de vez em quando tenho assim estas coisas) de tornar o blog ainda mais vosso! Como? Então, é fácil: cada um de vocês (dos que me visitam e comentam, pois claro), vai dizer uma música que gostaria de ouvir quando cá vier visitar o Noivo. No fundo será uma música com a qual se identifiquem ou que gostem particularmente ou que vos faça lembrar algo ou que vos faça apetecer algo ou ....... acho que já entenderam não já? :)
Quem é porreiro? Digam lá? Pois sou! :)
Agora toca a deixar aqui as vossas músicas!

P.s.- Alguns de vocês já tiveram sorte e já as podem ouvir em "A vossa música" :)