Site Meter

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Serei muito sexual?

Acho que sou muito sexual…
Acho que por vários motivos mas talvez os principais sejam o facto de pensar muito no assunto e por achar que sexualmente sou liberal. Parece confuso? Vamos lá ver se me faço entender então…
Quando refiro que penso muito no assunto, não se trata de passar 24 horas a pensar em sexo, entenda-se. Tem mais a ver com reflectir sobre os diversos assuntos que ao sexo estão ligados, tendo por isso ideias muito próprias, algumas bem curiosas até, outras acabam por ir de encontro ao que normalmente está estabelecido. Gosto de saber o que pensam os outros sobre o sexo, sobre a forma como vivem a sua sexualidade, semelhanças e diferenças das suas vidas sexuais, experiências e fantasias, etc… Assumo que não sou sexólogo (nem gostaria de ser) mas que a temática me atrai fortemente. Este blog acho que fala por si. Dirão muitos de vocês: “mas isso acontece com quase toda a gente!” e eu respondo: talvez sim mas quantos o admitem? Quantos falam sobre isso? Quantos se debruçam sobre o tema sem ser com fins lucrativos (orgasmos)? Mais…! Quantos efectivamente param para pensar não nos aspectos bons e agradáveis do sexo, mas ao invés, reflectem e analisam as suas fragilidades, receios, limitações e insucessos? Pois é…… não precisam de responder. Mas serão sem sombra de dúvida bem menos.
Relativamente ao segundo motivo, quando digo que sou sexualmente liberal, não quero com isto dizer que “marcha tudo”, muito menos que não tenho valores que me regem ou que aceito todas as situações de ânimo leve. Não senhor! Prende-se com o facto de achar que não tenho tabus, e digo achar porque efectivamente não vivenciei todas as situações e portanto, admito estar errado e também com o facto de encarar o prazer como um fim e não um meio. Passo a explicar…
É comum os homens dizerem que gostam de ver duas mulheres juntas. Se gostam de um belo corpo, é fácil perceber que dois belos corpos sejam um regalo ainda melhor para vista e daí a pensarem em ter a duas dedicadas a si, vai um passinho realmente muito pequeno. Neste prisma, se uma delas for a sua companheira, não haverá certamente nenhum problema. Mas gostam sempre de realçar: “desde que seja só pela experiencia, pela fantasia, só pelo sexo e pelo prazer… sem amor portanto!” Até aqui nada de novo :)
O problema é que existe sempre o reverso da medalha e portanto a mesma situação atrás descrita se pode verificar também pelas mulheres. Neste caso, a abertura a fantasias, experiências, só pelo sexo e pelo prazer….obviamente sem amor, também se aplica? Por vezes gostaria de saber a proporção ou a percentagem de homens que aceitariam algo do género, como realização de uma fantasia da companheira. 5%? 1%? Se calhar até ficaria admirado com o resultado mas por enquanto julgo-me no direito de achar que não andará longe disto.
Sexualmente liberal! Não esquecer do que se está a tratar….perceberam a ideia?Em relação a encarar o prazer como um fim e não como um meio, parece-me bastante mais simples. Se o prazer é o que todos queremos, se no final todos gostamos é de atingir e proporcionar bons e aprazerados orgasmos, interessará realmente a forma como esses são obtidos? É assim com todos e todas não é? Então já entenderam porque os homens tentam convencer as mulheres que levar no rabinho até nem doí e pode ser bom, além de eles gostarem tanto daquele buraquinho. Mas quantos impediriam as mesmas mulheres de aparecer lá em casa adornadas de um strap-on? You get the point!!!

72 comentários:

  1. Olá!

    Porque não "marcha tudo" e porque tens valores é que és liberal e não libertino.

    É muito fácil dizer que se é liberal e que até se gosta de ver duas mulheres na cama e até era giro estar lá no meio delas e coisa e tal. Mas e aceitar que a sua mulher também tenha fantasias e também as queira concretizar já será mais dificil para alguns( concordo com a tua previsão de 5%).

    E agora em jeito de desabafo. Eu acho muita piada quando oiço alguém dizer que gostava que a mulher fizesse isto e aquilo e que fosse mais solta e mais não sei o quê, mas quantos desses mesmos homens sabem realmente o que as mulheres deles desejam? Quantos se dão ao trabalho de perguntar algo tão simples como "Onde gostas que eu te toque?"
    O objectivo final até pode ser o orgasmo ( eu prefiro dizer que é o prazer), mas o meio que se usa para lá chegar é que dá ou não tesão para se pedir mais e para se querer repetir.
    Eu sou uma gaja entesoada, que pensa muito em sexo e que tem montes de fantasias ( muitas delas já realizadas), mas não nasci assim, fui ficando assim porque tenho ao meu lado um gajo entesoado que só tem prazer se eu o tiver.
    Nós andamos lado a lado na vida mas também no sexo. Nenhum de nós dá uma passo em frente ou um passo atrás sozinho, o objectivo é comum (ter prazer) por isso só o lado a lado faz sentido para nós.

    jocas boas
    bruxinha

    P.S. Com que então aqui a gaja é dorminhoca e faz-se de dificil... vocês homens... tudo farinha do mesmo saco...lol um obrigado dos bruxinhos por te dares a conhecer.

    ResponderEliminar
  2. Ó noivo!
    Abre a garrafita de Moet&Chandon que a bruxinha conseguiu ser a primeira a comentar.
    Viva eu !!!!!

    ResponderEliminar
  3. Achei bastante interesante este post. Mas discordo de algo. Não acredito q "otda gente" faz o q vc faz. A reflexão, ao contrário, do q parece não é m hábito cumum. As pessoas se habituam a seguir o q já está estabelecido e ponto final. O q é uma grande lástima!
    Qto a tua reflexão em particular, creio q a maioria dos homens ainda temem se entregarem aos prazeres sem limtes..... embora nem todas, ou quase nenhuma sei lá, mulheres tivesse fantasias c/relação àquilo q mais temem! rs
    bjs e boa semana

    ResponderEliminar
  4. Bruxinha: esta forma de estar, de comentar, é das coisas que mais faz valer a pena ter um blog! obrigado! gostei muito!

    ResponderEliminar
  5. marrie: mas deviam! não só os homens mas tb as mulheres deviam reflectir sobre tudo isto.

    ResponderEliminar
  6. You are a confident person - know yourself well enough and care enough to try to know others without judgments... nothing about if you r too sexual or not.

    :) kisses

    ResponderEliminar
  7. Não sabia que existia isso de muito sexual e de pouco sexual... hihihi

    É que pelos vistos eu também sou... hihihi... mas também não nasci assim, tal como a bruxinha também eu tive alguém que me despertou a sexualidade, porque sobretudo nós mulheres estamos muito mais sujeitas a pressões morais.

    Fantasias, também as tenho, e vou tentando levá-las a efeito com alguém especial ;-), mas tb já fiz coisas que nunca me tinham passado pela cabeça... é o espaço de aprender em conjunto.

    E o strap-on... hum, hum

    Beijocas

    ResponderEliminar
  8. Noivo, a minha alma está parva?
    Mas será que de repente te transformaste numa gaja? Ai senhores.. não tarda caem-te os machos todos em cima a dizer que estás a trair a espécie! Eheheh
    Aplaudo o teu post. É uma reflexão que efectivamente já me tinha passado pela cabecinha. No entanto acho que pensamentos oh-tão-profundos deste calibre se possam considerar como sinal de uma mente que só pensa em sexo, não fazem de ti uma pessoa "demasiado" sexual. Estás safo! :P

    ResponderEliminar
  9. Este post é sem duvida interessante...concordo ctg que a maior parte acha-se sexualmente liberal, mas quando tu colacas a ultima pergunta, aposto que existe muitos homens que ficam com o pé atrás!!acertaste na mosca!!;)

    Beijinhos endiabrados e boa semana

    ResponderEliminar
  10. erotic: assim nem sei que dizer.....já agora, pq não recebo um mail qd comentas? estranho

    ResponderEliminar
  11. nanny: poucos, somos poucos! homens e mulheres!

    ResponderEliminar
  12. ana: já tinha dito antes que era a gaja do casal:)

    ResponderEliminar
  13. borboleta: prefiro"acertaste na borboleta":)

    ResponderEliminar
  14. Ora bem...
    Parecendo que não, a sexualidade acaba por ser um assunto cultural, ou pelo menos, marcadamente cultural. A verdade é que o sexo, será sempre alvo de tabus e preconceitos, incidindo sempre mais nuns pontos ou noutros. Na época da minha avó era o faze-lo antes de casar. Hoje em dia outros tabus e preconceitos se enraizam. Talvez estes tabus existam porque a sexualidade é talvez a mais intima das nossas facetas.
    (pronto, chega de divagar...)

    ResponderEliminar
  15. Primeiro que tudo: Obrigada pelo comment. Ah pois...isto sim é um post "com tomates". xD . Parabéns noivo. Essa questão dos homens "serem mt à frente" e dps darem passos atrás qnd as mulheres se revelam tem mesmo muito que se lhe diga. Ao menos admites essa realidade. Mente sã ;)
    Beijinho aluado,
    Pekenina*

    ResponderEliminar
  16. Ai Noivo

    Muito Sexual?
    És apenas um gajo que vê as coisas como deves ver, e que vives a tua sexualidade sem tabus.
    Teres curiosidade de saber como os outros o fazem?...
    Normal penso eu, verdade que eu também o penso muitas vezes!
    E quanto ao tema do buraquinho desejado...
    Pois...
    Muitos gajos convencem as suas namoradas, parceiras, amantes e esposas que não dói e que é optimo!
    Mas quando toca a parte deles aí o caso muda logo de figura!
    Não podem! Pois isso é coisa de maricas...
    Enfim...
    Já o disse num coment nas Gajas Boas e torno a dizer aqui.
    Sexo é sexo e assumir o que se gosta é a maneira de alcançar a satisfação plena.

    Um Beijo Aplaudido

    ResponderEliminar
  17. concordo plenamente contigo e identifico-me bastante com a tua ideia: "Gosto de saber o que pensam os outros sobre o sexo, sobre a forma como vivem a sua sexualidade, semelhanças e diferenças das suas vidas sexuais, experiências e fantasias, etc…"! isto não é, quanto a meu ver, intrumição na vida pessoal alheia mas sim um acto de partilha de sensações! um abraço continua ;)

    ResponderEliminar
  18. blue: nada disso: és quase uma autoridade no assunto;)

    ResponderEliminar
  19. pekenina: de vez em quando uns assuntos sérios:)

    ResponderEliminar
  20. som: partilho da tua opinião!:)

    ResponderEliminar
  21. Ah tambem nao sei pq nao recebes email... no meu blog tenho que autorizar os comments entao passa tudo pelo mail box, agora no teu caso nao sei...

    In English now lol lol

    U think u r too sexual - did u read my sunday post? Organizing his closet gets me on! I'm making shopping decisions with sex in mind ... wood hangers lol lol

    ResponderEliminar
  22. Muito interessante este teu post...
    muito mesmo!
    Fiquei a pensar, e acho que realmente tenho sorte com o meu companheiro... fazemos planos de relacionamento sexual a 3 (me and two guys), o strap-on vem a caminho, para ser usado por ambos (oohhh yes!).
    Mas... até que ponto seremos realmente liberais? Será que no acto, no momento, não bate o ciúme quando um terceiro elemento está presente? Disso tenho receio, tanto por mim como por ele... terei que experimentar para ver e sentir.
    Quanto a ti noivo... gosto da tua postura, como alguém disse, liberal mas não libertina.
    beijos para voces!!!

    ResponderEliminar
  23. erotic: tenho aqui mt coisa pra arrumar...:)

    ResponderEliminar
  24. redlightspecial: só o saberás depois de viveres a experiência! até lá....não sabes:)

    ResponderEliminar
  25. Sim, também acho que sou bastante sexual. Mas isso não significa que valha tudo pelo meu prazer. Hedonismo não tem de ser sinónimo de egoísmo, acho que a maior satisfação reside em ir satisfazendo as pessoas que se cruzam connosco, pois no prazer delas também pode residir o nosso. Acaba por ser talvez o cúmulo do egoísmo, mas pelo menos é bom para todas as partes envolvidas

    ResponderEliminar
  26. Controverso este noivo! Para mim no sexo não há limites a não ser tudo o que vá contra a pessoa que está comigo ou contra mim. De qq das maneiras acho que anda por ai muito machedo louco por ver uma mulher com um strap on e não diz nada...

    ResponderEliminar
  27. lol lol naughty naughty... that closet should be something else lol

    kisses

    ResponderEliminar
  28. À partida, a maioria das pessoas que aqui te vêm ler e comentar serão, como tu dizes, muito sexuais... Se não se importassem com o assunto não viriam, certo?

    Portanto, mais uma "muito sexual" aqui! Nunca deste contigo a olhar algum casal no supermercado, na rua ou em qualquer lugar e a pensar em como será que eles fazem? Eu já! Quem vê caras não vê corações, ou neste caso sexualidades... Já dei comigo enganada várias vezes! hihihi (sim, arranjei maneira de o verificar... nós, as mulheres, falamos muito!)

    No meu grupo de amigos a conversa acaba por, invariavelmente, ir parar ao tema sexo! Culpa minha, talvez (nossa, que o meu marido não é nenhum santo!), mas a verdade é esta. Assumidamente, sou a "psicóloga" do grupo (não tenho qualquer formação, mas aprendi a escutar) e acabo sempre por encontrar uma explicação mais ou menos plausível e por avançar com a sugestão de uma forma de resolver o problema na mesa.
    Falo sem tabus, penso sem tabus e, por isso, acho que o resultado é também sem tabus. Aquilo que faço ou não, não depende só de mim, creio que subsistem alguns tabus na minha relação mas que estes estão bem identificados e que, só isso é meio caminho andado para deixarem de existir, ou para permanecerem pacificamente. A ver vamos...

    Uma das coisas que me deixa abismada é uma das situações de que aqui falas: os trios. O trio um homem com duas mulheres é amplamente aceite e até pode ser considerado um "ponto a favor" para ela (a companheira), agora quando se procura o reverso da medalha, uma mulher com dois homens, a resposta mais comum que encontro até hoje é "para quê? um homem só não chega?".
    Acho que para este estado de coisas muito contribui a insegurança masculina, a comparação constante com os outros "machos" e a competição. Haverá muito homem que, se um dia o fosse levado a aceitar, passaria o tempo todo com medo que ela gostasse mais do outro que dele próprio. Mais, aqui co-existe outro problema: Ultrapassando a questão da aceitação para satisfazer a fantasia dela, fica o medo quase irracional que a maioria dos heterossexuais têm da homossexualidade. "Tudo bem, eu alinho, mas se o gajo me toca parto-lhe a cara toda!"
    A bissexualidade feminina é muito mais aceite e aceitável que a masculina, que é imediatamente conotada com homossexualidade e recusada!

    Para toda esta liberalidade é necessária uma certa maturidade, é preciso atingir um estado de auto-confiança e segurança que a muitos escapa e que só se adquire com a idade ou a experiência, como queiras chamar-lhe.
    Eu falo por mim... Fui durante muitos anos avessa à exploração da "porta dos fundos" (estúpida!) e só com o passar do tempo é que acabei por experimentar sem medos e apreciar sem receios. E não foi por insistência dele, foi minha! :) A minha própria evolução acabou por me fazer procurar respostas e experiências novas. Felizmente, espero nunca deixar de evoluir! ;)

    Parece-me ponto assente que a maioria das mulheres são mais liberais que a maioria dos homens. (esta frase fica muito estranha, mas é verdade, porque não se pode generalizar demais)
    Parece-me ponto assente que homens liberais a sério são raros, especialmente em terras de macho latino.

    Desculpa se demorei a comentar-te, mas como vês tinha muito para dizer, eu é que tenho vergonha na cara senão acabava por escrever-te aqui um outro post! Dás-me corda!
    Hihihi

    Calo-me já e vou-me (já te respondi lá no Tango também. Um dia destes faço lá um post à Noivo)

    Beijo

    ResponderEliminar
  29. Xiii! Jasus! C'a mulher perdeu a cabeça e o tino na ponta dos dedos!
    Escrevi-te um testamento!
    :s

    Se conseguiste ler tudo, parabéns, ganhaste a entrada no céu só pela paciência!
    ;)

    Beijo

    ResponderEliminar
  30. carpe: entendo-te perfeitamente!

    ResponderEliminar
  31. camas: controverso? achas mesmo?:)

    ResponderEliminar
  32. erotic: lol sou imensamente desarrumado:)

    ResponderEliminar
  33. sexhaler: assim nem sei que te diga! ora bem: sinceramente acho que foi o comentário que mais prazer me deu em ler. pq? porque acho que foste directa, à tua imagem e acima de tudo concordas comg:) brincadeirinha! adorei mesmo! bj. fica à vontade;)

    ResponderEliminar
  34. E li-te...
    E realmente... há coisas que nem todos são capazes de admitir...
    ( eu por ex...)
    ;)
    Agora o quê... ui ui:P

    Beijo

    (*)

    ResponderEliminar
  35. É pelo perigo de uma entrar em minha casa com um strap on, que eu tenho uma porta nas traseiras, como "saída de emergência".

    ResponderEliminar
  36. Muitas palminhas para a sexhaler, directa, verdadeira, identifiquei-me.

    Noivo,
    desculpa comentar um comentário mas está tão bom que não resisti.

    bruxinha

    P.S. Já converti o CD para MP3 mas não consigo mandar-te por mail, vem devolvido. Porque será?

    ResponderEliminar
  37. .. absolutamente de acordo ... que direito tem o homem de pedir ... se depois ... nao é capaz de ... dar ..... e nem sequer é preciso falar de homosexualidade ... uma mulher estar com outra e com o seu companheiro nao significa nada ... significa ... sexo ... tesaso .. desejo ... experiencia ... o mesmo deveria ser um homem estar com outro homem e a sua companheira ... o momento é que diz ... a quimica e o desejo .... gostei do que li ....

    ResponderEliminar
  38. um momento: isso é o que eu gostava de saber:)

    ResponderEliminar
  39. crestfallen: a mim sempre me disseram para não "fechar portas":)

    ResponderEliminar
  40. bruxinha: dá mesmo vontade de comentar não dá? fizeste tu muito bem! qt ao mail, estás a usar o que tenho no perfil? estás a mandar apenas uma música? manda um mail pf a explicar ok?

    ResponderEliminar
  41. amantes: todos nos vamos identificando com coisas que lemos. uns mais outro menos e depende também das temáticas. neste caso fico contente por saber que há mais homens a pensar como eu.

    ResponderEliminar
  42. Passei, li os comentários e tenho de dar os parabéns à Sexhaler!!!

    Grande comentário! (lol, não é só no tamanho)

    Beijinhos da gata

    ResponderEliminar
  43. Ainda bem que esta janela é mesmo só virtual, assim ninguém me vê corar! (que calor que eu tenho na cara!!!)
    Obrigada a tod@s.

    Beijos

    ResponderEliminar
  44. È a primeira vez k cá venho e ainda n explorei muito .Mas o pouco k li gostei.O tema sexo tb me agrada bastante ,sou bastante curiosa e gosto de saber a opinião dos outros sobre o assunto.(o meu livro preferido tb foi esse )kisses

    ResponderEliminar
  45. sexhaler: vês? agora neste blog até já se faz sentir calor:) e eu que não encomendei nenhum ar condicionado:)

    ResponderEliminar
  46. anónima: e tens algum sitio pra te ler?

    ResponderEliminar
  47. Ihhihihi
    Quem sabe um dia conte
    ( Sorriso maroto o meu agora:))))

    Beijo

    (*)

    ResponderEliminar
  48. momento: espero por essa dia então:)

    ResponderEliminar
  49. Por norma os homens são muito liberais com as mulheres dos outros....nas deles???? Ninguem toca carago!

    ResponderEliminar
  50. .. sábia e madura como sempre .. Sexhaler .... Noivo .. adiccionei-te ao nosso blog ...se não te importares ....

    ResponderEliminar
  51. gaja boa2: eheheh pois é! então nos outros....:)

    ResponderEliminar
  52. amantes: é, esta sexhaler está sempre em grande:) claro que não me importo. agradeço a honra!

    ResponderEliminar
  53. Concordo plenamente contigo, considero-me muito sexual, sem tabus e sempre com as sensações á flor da pele, sempre desejosa por um toque, um olhar...
    Quanto aos tabus, deixo para quem diz que os tem só para dar o ar, ou só porque não os quer partilhar. Acho que não tenho nenhum...não sei, ainda não parei para pensar nisso, pois sexualmente tenho feito o que me dá prazer...

    ResponderEliminar
  54. Tanta verdade junta até dói!!!!

    Realmente fala-se mto de sexo mas no fundo pouco ou nada se diz. A sexualidade fascina-me precisamente pela diversidade de reacções, de sensações, por tudo o q a mesma acarreta n só fisicamente mas tb psicologicamente. Tb penso e tento falar no assunto mas o q é certo q essa reflecção n agrada a todos.

    Qto a ser liberal, tenho percebido tb q os homens se sentem ameaçados pela ideia de partilharem uma mulher c outro homem ou em que lhes seja feito sexo anal. Julgo q seja uma questão sociológica. Ja viram o q seria por em causa a masculinidade do tipico macho latino:-)eles n aguentam um golpe desses!

    Por último tb as mulhers padecem do preconceito e andam por aí á procura do principe encantado em vez de aprenderem a desfrutar dos prazeres momentaneos.Há momentos p tudo. Puro sexo pode fazer mto bem à alma desde q saibamos lidar c as situações.Ha q ter maturidade p isso. Maturidde ainda p entender q n somos todos iguais!

    ResponderEliminar
  55. Bem... estou a adorar ler os comentários! Parabéns ao autor do post e aos comentadores! Ser sexual é bom, ser responsavelmente sexual é melhor ainda!
    carpe vitam!

    ResponderEliminar
  56. Numa relação aberta, muita coisa é falada, muita coisa é discutida e cada um tem os seus limites.

    Beijinhos e obrigada pela visita

    ResponderEliminar
  57. prazer: é mesmo isso! mas olha, toda a gente deveria parar e pensar um pouco por mt bem que esteja!

    ResponderEliminar
  58. anónimo: era bom poder ler-te caso exista blog.

    ResponderEliminar
  59. carpe: obrigado! realmente só me posso gabar de ter um painel tão bom de comentadores!

    ResponderEliminar
  60. bem uma mulher com um strap on é fantastico já provei e adorei

    ResponderEliminar
  61. olha ja estive em trio com outro homem foi delicioso,

    ResponderEliminar
  62. Abordas aqui temas bem debatidos e nunca com respostas palpáveis e concretas. Por que será? A não ser o neptu'nus...
    E... também não vou responder.

    ResponderEliminar
  63. neptu'nus: é sempre uma opinião qualificada:)

    ResponderEliminar
  64. taurnil: cada qual apenas comenta o que quer e como acha que quer. mas acho que entendi onde querias chegar!

    ResponderEliminar
  65. oh pá essa merda de ser muito sexual não ´+e a mesma coisa de gostar de foder muito??? porra deixem-se de tretas, fodemos todos o que gostamos...pouco me interessa se é muito ou pouco, nunca olhei para o lado, tal como não olho para o prato do outro para ver se come mais do que eu (isso é falta de educação)..o mal quanto a mim s~ºao os macaquinhos no sotão....quem fode sem se preocupatr de rotular o que faz e é feliz é sexual, foda uma vez por dia, por mês ou até por ano...

    ResponderEliminar
  66. oh pá essa merda de ser muito sexual não ´+e a mesma coisa de gostar de foder muito??? porra deixem-se de tretas, fodemos todos o que gostamos...pouco me interessa se é muito ou pouco, nunca olhei para o lado, tal como não olho para o prato do outro para ver se come mais do que eu (isso é falta de educação)..o mal quanto a mim s~ºao os macaquinhos no sotão....quem fode sem se preocupatr de rotular o que faz e é feliz é sexual, foda uma vez por dia, por mês ou até por ano...

    ResponderEliminar
  67. Pois eu estive a pensar nisto mais um pouco e decidi regressar. Se ser sexual é estar sempre a pensar em sexo e não conseguir controlar os impulsos e querer foder tudo e mais alguma coisa, então decididamente, não sou nada sexual. Tenho mais em que pensar, não acho que o sexo seja a coisa mais importante da minha vida, aposto na selectividade, tento controlar os meus impulsos e concentrá-los até que chega a altura certa de os libertar. Não sei se isto é ser sexual, mas para mim a satisfação dos outros está primeiro, porque faz parte da minha própria satisfação. Não é altruísmo nenhum, é só uma forma de obter mais prazer. Se isso for ser sexual, então sou. Mas sem me preocuprar muito com o assunto.

    ResponderEliminar
  68. Quanto ao gostar ou aceitar ou delirar ou whatever a companheira/mulher/noiva/pareceira poder concretizar fantasias idênticas às "nossas", por aqui acho fantástico, um delírio mesmo!
    Abraço que te deixo :)

    ResponderEliminar
  69. parceira, desculpa! Erro ao teclar :(

    ResponderEliminar