Site Meter

domingo, 30 de dezembro de 2007

O ano em revista e bom 2008!

Pois é! Já começa a ser um acontecimento anual por aqui, visto ser a segunda vez que o faço, tal como podem verificar aqui.
Desta vez é um pouco diferente pois posso comentar o ano por inteiro, coisa que no ano passado não era possível devido à data de criação deste mesmo blog.
Então vamos lá....
Janeiro - Fiz aqui campanha pela despenalização do aborto; dei inicio à saga Volúpia , e só agora reparei que teve seis post's à imagem de um outro em 2006 :) ; foi também um mês em que os preparativos para o casório ocuparam bastante tempo da minha agenda!
Fevereiro - Foi o mês em que que este noivo quase deixou de o ser, uma vez que coloquei a questão, uma vez que estava quase para casar, se deveria continuar a ser "O Noivo" ou se deveria mudar de nome! Como continuo a ser o Noivo, tá bom de ver o que prevaleceu e sinceramente, ainda bem! ; mais preparativos pro casamento e a marcação da lua de mel :) .
Março - Definitivamente, este foi o mês que tenho de destacar! Porquê? Oram vejam lá: agradeci publicamente a todas as mulheres que já tive na minha vida; tive uma despedida de solteiro brutal, com mais de 60 amigos!(o sonho de qualquer dono de club de strip); casei e foi até hoje o dia mais feliz da minha vida; tive uma lua de mel fantástica, num país e num resort cobiçado por muitos; foi o mês em que passei a ter a mítica idade dos 30; e não satisfeito ainda fiz a escritura do nosso ninho. Ufa..... que mês :)
Abril - As obras foram uma constante (quem me manda querer alterar coisas em casa nova?); as mudanças também andaram presentes; falei do escurinho e da intimidade(s) :).
Maio - Foi o mês mais pobrezinho em termos de escrita mas ainda assim deu para se falar acerca do que tira o tesão:). Finalmente pude mudar definitivamente para a casinha nova:).
Junho - Começaram as verdadeiras descobertas de vida a dois. Divisão de tarefas, surpresas ao chegar a casa, pequenos adornos que foram preenchendo a casa, boas churrascadas no terraço, etc...; incentivei a questionarem-se a vocês e aos respectivos parceiros e ainda acerca da masturbação no casamento.
Julho - Tive direito a uma semanita de férias, tive de escolher três posts, coloquei o pessoal a interagir e a imaginar e tudo isto no mês em que este blog fez um anito! estive de parabéns e vocês obviamente também! obrigado a todos que por cá já passaram e continuam a fazê-lo!
Agosto - Apesar do imenso tempo livre devido às minhas férias, dediquei-me ao bricolage pois havia sempre imensas coisas pra tratar aqui na casita; dei longos passeios com as minhas duas pestinhas de 4 patas pela praia; dediquei o mês à imaginação dos leitores e tirei as conclusões :); ahhh e como tem de ser, recomeçou o trabalhito:).
Setembro - Curiosamente este mês foi calmito e portanto não há muito a destacar a não ser que falei de pornografia e de como seria se fosse uma puta:).
Outubro - Em outubro perdi a cabeça completamente! Foi o record de postagens (12!!!), falei de diálogos, das ex-namoradas, de uma aluna que me deixou de queixo no chão, de eu ser a gaja da relação, em comunicar com outros blogueiros, de provoções, entre outros... . Foi realmente um mês em grande!
Novembro - Resolvi dar música ao pessoal :), questionei se sou muito sexual, fiz uma viagens sobre acessórios femininos que turn me on e fiz uma dissertação acerca da relatividade do peso da fodas:). E sabem que mais? Este mês bateu todos os records de acessos! De páginas visitadas! De comentários! Fiquei super contente pela vossa interacção...... este blog é mesmo isso!
Dezembro - E finalmente o mês actual, em que o natal ocupa grande parte da nossa mente, juntamente com a passagem de ano! Mas ainda deu para se falar (e fazer) de uma vontade antiga que incluiu strip, acerca dos antídotos para as maleitas femininas :) e obviamente do primeiro natal a dois.

Além deste "olhar para trás", gostava de também referir os mais e menos deste ano que agora termina:
Os menos: A subida da taxa de juro :) ; A famosa ministra da educação; Algumas sombras do passado a nível pessoal; Os famosos visitantes que apenas querem fazer publicidade aos seus blogs deixando os respectivos links(se um gajo os quiser visitar segue o perfil); As famosas figurinhas feitas com os caracteres nos comentários(desculpem lá a honestidade mas à excepção da árvore de natal, são uma treta) e por fim os não menos famosos anónimos que adoram demonstrar a fantástica dor de côto, através de extensos comentários construtivos:)
Os mais: Claro que tinha de ser o casamento! Marcou a minha vida, no matter what!; A lua de mel; A minha primeira experiência daquilo que faz rir aos 29 anos e no único país em que isso é uma atracção turística:) ; este ano marcou também a entrada nos míticos 30; a descoberta de pessoas através do blog e que considero amigas; ver este blog crescer e verificar que muitos de vocês continuam por cá, que outros vieram e ficaram e que certamente outros virão!
Por fim, a todos um muito obrigado!
Feliz 2008!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Porque não gosto de reclamações....

Sempre soube que não era fácil agradar às mulheres!
Agradar a todas ao mesmo tempo, pior ainda!
Mas como também não gosto de reclamações.......
Vá lá: queixem-se agora! :)

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Quanto mais me bates......

Quanto mais me bates.....mais gosto de ti!
Célebre frase, tem direito a música e tudo e tá muito certa!
Não se trata obviamente de uma questão de violência doméstica mas seria claramente aquilo que ouviria do meu zé sempre em pé (a.k.a. pénis), caso ele tivesse hipótese de me declarar toda a atenção que lhe dedico..... :)

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Neste natal.....

Já pensaram bem que seria do natal se o pai natal ou a mãe natal fossem assim como nos exemplos destas fotos?Desprovidos de renas, sem os sacos das famosas prendas porque a prenda seriam eles em si!Até já estou a imaginar, às 23:59 horas, a malta junto à lareira, à espera que chegasse o "presente"! :) Ainda por cima, calor não ia faltar, passando "o presente" pelas chamas....
Neste natal, eu quero uma mãe natal! :)

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Natal à porta

Pois já toda a gente sabe que esse dia está a chegar, que as compras e os enfeites proliferam e até aí nada de novo. Mas novo para mim, é passar um natal casado, na nossa casa e portanto esta árvore tem muito mais sentido este ano!E como sou um mãos largas......aqui fica a "minha primeira árvore" :)

quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Quais os antídotos?

Para a famosa dores de cabeça;
Para o famoso cansaço;
Para a famosa indisposição;
Para a famosa falta de iniciativa;
Para a famosa falta de tempo;
Para o famoso síndrome pré menstrual;
Para a famosa falta de libido;
Para a famosa falta de ousadia?
Desta vez, têm as palavras as meninas!
Mas os meninos também podem "picar" ;)
Vá lá, sejam participativas e honestas!

domingo, 2 de dezembro de 2007

Vontade antiga

O strip sempre foi algo que me fascinou. As luzes, a decoração, o “stage”, os famosos varões, os sofás onde confortavelmente se bebe o famoso whisky, o ambiente “nocturno”, e claro o mais importante, as mulheres! Essas famosas striper’s , de roupa diminutas, de corpos fantásticos, de adereços estimulantes e sexy’s. Umas mais belas, outras nem tanto mas todas com os seus atributos e pontos de interesse.

Confesso-me um apreciador de strip. Não que isso se reflicta na minha frequência de tais lugares mas sim porque gosto quando tenho a oportunidade de assistir.
Curiosamente, não me sinto excitado. Sei também que existem homens com autênticas ejaculações precoces ao assistirem a tamanhas exibições de sedução. Sim, porque é precisamente disso que se trata: sedução! É o desfile da ninfa, na exibição dos seus predicados, na dança da sensualidade, no cortejo do macho, tentando dizer: “eu sou boa! muito boa! gostas? Consegues resistir?”Gosto de assistir por diversas razões. Adoro corpos bem definidos e femininos; adoro apreciar a beleza de uma mulher; gosto do jogo da sedução; gosto dos gestos aplicados nas suas danças; aprecio as músicas que elas escolhem para dar vida às suas actuações; agrada-me imaginar se tudo aquilo é real e também penso na relação da proporcionalidade entre aparência e desempenho! Não me excita mas agrada-me. Simplesmente isso. Ahhh e claro está, não me contento com qualquer espaço. Gosto que tenha classe e bom ambiente. Normalmente sai caro mas como não é hábito, aguenta-se bem.
Visitar um espaço desses como casal não é novidade para mim. Já o havia feito com ela, contudo com mais casais amigos. Desta vez fomos apenas os dois. E ainda bem.

Sabíamos de antemão que havia uma mulher que era uma verdadeira artista. Talvez levados pela curiosidade e também pela vontade já de algum tempo de estar apenas os dois nessa situação, ali estávamos nós diante de todos aqueles homens, sim porque os casais não abundam nestes locais, inclusivamente diante de duas pessoas conhecidas (uma dela e outra minha) neste mundo tão pequeno, mas sinceramente se alguém teria de estar com problemas seriam os homens que estavam sós e não nós que somos um casal certo? Então estávamos muito bem os dois!

Ao fim de três strip’s ainda nenhum nos tinha realmente convencido. Mas o quarto strip ………bem…….aquela mulher devia ser processada por atentado ao pudor! A sensualidade dos seus movimentos, aquele corpo natural e bem moldado, os olhares de felina… .
A noiva não precisava de dizer nada que um breve olhar para ela me deu logo a entender que estava a gostar do show. Mas quando vimos aquela mulher a descer do palco na nossa direcção, a colocar sensualmente o seu dedo nos meus lábios, claramente num sinal de que me queria calado sem reclamar, só para observar, e passa por cima de mim sentando-se em cima da noiva……bem…..eu nem sabia o que pensar. A noiva também não, a julgar pela sua cara de espanto, mesclada com um sorriso típico de nervosismo….agradável…..
Mais ainda quando lhe pegou na mão e a levou àqueles peitos fantásticos, bronzeados pelo sol, fazendo-a sentir aquele corpo, enquanto toda a gente nos observava, com água na boca. Os beijos no pescoço e o tocar dos seios na cara dela deixaram a noiva tão vermelha que só mesmo a pouca luz permitia disfarçar.
Entretanto a striper terminou a sua actuação e surgiu o alivio…. “até estou com os calores amor…”. Não consegui disfarçar um sorriso malandreco ;) .

Não passou muito tempo até que tivéssemos junto a nós aquela mulher. Extremamente simpática, com um sotaque encantador e musical, era de uma alegria contagiante. Tanto, que a resposta a uma privado com os dois, obteve resposta pronta e decidida, vindo da parte feminina: “queremos!” sem que eu tivesse tempo de abrir a boca! Parecia que não era uma noite em que eu pudesse falar :) .
Para não me alongar e também para não ficarem a saber tanto quanto nós… ehehe, posso-vos dizer que valeu cada cêntimo despendido, foi sem dúvida uma experiência fantástica e no mínimo muito quente. No mínimo!
Portanto caros leitores, resta-me sugerir que surpreendam as vossa(o)s parceira(o)s e que partilhem ambos de uma experiência que tenho a certeza que não vai ferir corpo e alma e passarão a ter algo em que foram ainda mais cúmplices!

No nosso caso era uma vontade antiga…..