Site Meter

domingo, 24 de fevereiro de 2008

E eu ? Não sou também português e consumidor?

Caros leitores: no seguimento do ultimo post, de seu nome "Swing na tv", que posso desde já dizer, quebrou todos os recordes de comentários, não só em quantidade como em qualidade, achei pertinente disponibilizar neste blog, uma autêntica pérola que encontrei num site de uma associação portuguesa.

"CASAIS SWING – Programa “Em reportagem”, RTP1, 30 Janeiro de 2008"

"Transmitiu a RTP1 em 30 de Janeiro de 2008, pelas 23:25 (a seguir ao horário nobre), no programa “Em reportagem”, uma peça intitulada “Os casais swing”, aliás já anunciada em dias anteriores.

Tratou-se, claramente, de publicidade e incitamento a uma forma de promiscuidade sexual, que não deixa de o ser apenas porque é feita de comum acordo entre os parceiros.

Assim sendo, estranha-se e repudia-se que a RTP, empresa estatal prestadora de serviço público, não compreenda que o fomento da promiscuidade sexual, em qualquer das formas em que possa apresentar-se, contraria, no mínimo, as preocupações que frequentemente exibe sobre a disseminação das doenças sexualmente transmissíveis.

Porque não nos parece curial nem aceitável que a RTP, como empresa do Estado, não cuide de evitar questões desta natureza apresentamos, enquanto órgão da Sociedade Civil, o nosso veemente protesto.

Acresce dizer que o número de reclamações que foram recebidas nas últimas horas respaldam a posição que a ACMedia entende assumir sobre este caso e que o teor dessas várias reclamações não só complementam o fundamento do protesto como adicionam ainda outros factores que põem em realce o incumprimento do Estatuto a que a Televisão Pública está vinculada."

Lisboa, 1 de Fevereiro de 2008

Nuno von Amann de Campos

Presidente da ACMedia

Agora que já leram, digam lá o que ficaram a pensar.

63 comentários:

  1. Tenho de pedir desculpa aos que já aqui comentaram. Por lapso a data do post não estava correcta e tive de excluir mas esqueci de copiar tb os comentários e as minhas respostas aos mesmo...:(

    ResponderEliminar
  2. Volto a comentar e repito:
    O teu blog é uma inspiração.
    Continua! FORÇA!


    P.S. - Já agora, parabéns pelo meu blog porquê?

    Abraço!

    ResponderEliminar
  3. Uma pérola sem dúvida... infelizmente não rara, nem de qualidade.
    Eu fico chocada com os falsos puritanismos, com as tais "palas nos olhos" que se usam em temas tabú. Quer se concorde ou discorde o nosso papel deverá ser sempre o de tolerância e de informar. A postura desse comunicado a mim não me parece correcta nem inteligente.
    Mas quem sou eu?
    Beijinhos para ti noivo!
    Red kiss e bom domingo.

    ResponderEliminar
  4. Todos somos livres de emitir opnião.
    Esses ACMedia...não fui ver quem são.
    Agora se a reportagem fomenta ou não, depende, eu não a vi.
    Deveria ser insenta de opnião.
    Quanto ao Swing, claro...tem muitos riscos, mais psicológicos que fisicos.

    ResponderEliminar
  5. Volto a comentar :
    Não sei porquê, mas o "povo" une se para descriminar instintivamente, eu pessoalmente, não alinho em swing, mas quem sou eu para reprovar? E desaprovo toda e qualquer censura, luto pela liberdade e pelos direitos humanos , e a raça humana tem muito que se lhe diga.
    Mas a prática swing n fomenta a não utilização do preservativo , pelo contrário é uma das principais regras que eles têm em conta , não estamos a falar de adolescentes, estamos a falar de casais maioritariamente com relações longas. E se pessoa a ou b é promíscua ou não , o que é que tem a acmedia e as pessoas que reclamaram a ver com isso ?
    Preocupemo-nos com assuntos como a educação sexual nas escolas, preocupemo nos com a disponibilização de preservativos gratuitamente, preocupemo-nos com problemas reais.
    O preservativo é para ser usado sempre, o ser humano não é fiel eternamente por natureza, há que ver as coisas com frontalidade sem medos e deixar de lado coisas como a habituação e mexericos , que apenas levam a confusão e à controversia. Para mim essas pessoas julgam , então eu tb as vou julgar , olho por olho dente por dente , reprovo as vossas atitudes só mostram o quanto são retrógados e presos no pensamento e pior é que têm o intuito de censurar tudo o que não compreendem, pessoazinhas de bons costumes , todos sabemos que são as piores, mentalidades tacanhas nunca ficaram para a história.
    Sem mais

    ResponderEliminar
  6. parabéns pela pertinência do post, qto ao conteudo sinceramente não me apraz comentar.

    joquinhas quentinhas

    ResponderEliminar
  7. Eu vi a reportagem e nao me senti tentada a experimentar!!!é como tudo na vida! na Tv também fazem publicidada ao skip e ao persil...e por acaso eu compro Ariel!
    Ao swing..vai quem quer, quando quer e acho que só os intervenientes devem falar! Respeito a vontade, a sexualidade e a personalidade de cada um, sou tolerante! o que não tolero mesmo é a hipocrisia de certas pessoas...que devem estar mortinhas para experimentar...e depois vem criticar tal como esta ACMEDIA.

    ResponderEliminar
  8. Mesmo por ser canal de serviço publico tem e deve transmitir este tipo de programas. As pessoas limitam-se a ver e não a tentar perceber e como sempre, quando não entendem tem sempre que criticar, parece que foi obra do demónio ou sei lá. Não vi o dito programa, mas para variar os portugueses de tão puritanos que são devem de ter ficado extremamente chocados, quando muitos deles tem este mesmo tipo de actividades ou outras de promiscuidade.

    ResponderEliminar
  9. bah, como protesto, não volto a repetir o cometário... lol
    Mas acho que era qualquer coisa que tinha a ver com censura... :p

    ResponderEliminar
  10. http://templodogiraldo.blogspot.com/

    Passem por aqui e comentem.
    SAUDAÇÕES.

    ResponderEliminar
  11. Mas de que raio de site sacaste isso???
    Do blog da Igreja???

    Se a RTP fizesse, de facto, serviço público, as pessoas não fugiam de frente do écran para ir copular. A dois ou a 4!!!

    ResponderEliminar
  12. Sim, eu vejo um documentario que fala sobre pessoas que gostam de se atirar a um poço e eu vou já fazer o mesmo.lol.

    Bando de hipocritas. Somos todos adultos ou não? E no caso de crianças eventualmente assitirem, só cabe aos pais terem o cuidado de supervisionar, como em todo e qualquer programa.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Pois é, como a Silvia escreveu são todos uns grandes hipocritas, se virmos no Telejornal uma reportagem sobre um tiroteiro c/imagens n vamos desatar aos tiros uns c os outros, e coisas como essas.
    Há k mostrar isso muito mais. E a essa hora as crianças estao a dormir e kem n quer ver mude de canal.

    Continua, nós damos todo o apoio

    Abraços

    ResponderEliminar
  14. Concordo com a sílvia. Então e programas de violência onde só se vê sangue por todo o lado, corpos irreconhecíveis, tiros, etc..? Ou isso não choca ninguém? É que estas coisas conseguem passar em telejornais sem que ninguém diga nada. E que tal vivermos numa democracia e num país livre, onde cada um tem a orientação sexual que deseja sem ser recriminado, onde um casal, em comum acordo, partilha com outros o mesmo desejo? Ou isso é demais para alguns...?
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  15. Ele há gente que tem tempo para cada coisa nesta vida.... A sério... nem sequer dá vontade de comentar!

    ResponderEliminar
  16. com tanta coisa no nosso país que deveria ser contestada vêm stressar com isto... continuamos no bom caminho... :(
    bjs

    ResponderEliminar
  17. Estas coisas dão-me cabo dos nervos!!!
    E este presidente da ACMedia é um autentico idiota,primeiro a reportagem foi transmitida ás 23:25 horas próprias para este tipo de entervista penso eu,e se ele se preocupa tanto com o horário que penso eu estivesse ele a querer salvaguardar os mais novos,queira o senhor presidente saber que os miudos tem os pais em casa que devem controlar este tipo de coisas!
    Não vejo onde passar uma entrevista que tem como finalidade divulgar,(ainda que não o tenha conseguido no seu melhor)seja "fomentar a promiscuidade sexual"palavras ditas por ele,idiota de novo pois o que ele acha que seja promiscuidade sexual,outros não o acham e se o serviço prestado pela cadeia de televisão é suposto ser publico então onde se encaixam estes ultimos?ou o serviço teria de ser prestado mediante aquilo que ele acha ser o correcto?é que não digo nada que aquela entrevista o tivesse incitado mas é ele a experimentar novas práticas!!!!E as pessoas que para lá telefonaram são outras idiotas quanto ele o é.
    Penso que somos todos adultos não influenciaveis por programas de televisão,esta gente é um bando de hipócritas isso sim!!
    Independentemente de estarmos ou não de acordo não vamos radicalizar e levar as coisas a estes extremos!
    E se assim já me sinto nauseada com tudo isto imagina que seria uma amante do swing!!!estaria injuriada no minimo!
    Mas o senhor presidente que fique lá com a cereja do bolo! Não pense é que somos todos um bando de dementes!!!!

    Beijinhooo doito,:))))

    ResponderEliminar
  18. A propósito de 'Last Request' - está tudo lá.. mas escrito a preto! Tens de seleccionar o espaço para leres... no contraste, o contraste de ideias do texto!

    ResponderEliminar
  19. Opinioes...Todas com o seu que de razao..ou nao.
    Bjs meus

    ResponderEliminar
  20. Ora...infelizmente esse tipo de mentalidade medieval não me espanta em nada...
    Nós vivemos numa sociedade muito pseudo-puritana, em que é muito chocante e um péssimo exemplo o simples facto de alguém dizer um palavrão num programa de tv, ou de aparecer uma cena de sexo, mesmo que discreta, e portanto é melhor censurar e empurrar esses programas para as tantas da manhã, quando todos os dias vemos guerra, fome, violência, mesmo à hora de jantar e com crianças à mesa, por vezes, e ninguém se revolta com isso.
    Isso já diz muito...
    Quanto a este caso, a rtp faz serviço público, ora, as pessoas que se interessam pelo tema, praticantes ou não, também são consumidores, e também contribuem para o Estado. Logo, têm direito a ver um programa que fale sobre o tema que lhes interessa. Quem não gostar, pode sempre optar por mudar de canal.
    Quanto a esta frase:
    "Tratou-se, claramente, de publicidade e incitamento a uma forma de promiscuidade sexual, que não deixa de o ser apenas porque é feita de comum acordo entre os parceiros."
    Por favor...as pessoas são adultas e conseguem pensar pela própria cabeça! Não é um programa que incita ninguem a nada se a pessoa não estiver para aí virada, nós só fazemos o que queremos!

    ResponderEliminar
  21. Li com aten�o o post e realmente est� muito em cima da mesa este tema hoje em dia eu ... por enquanto s� tenho curiosidade mas sem opin�o formada , ainda estou "a ver" percebes!?
    Outra coisa , adorei a primeira musica da lista que tens ali ao lado , acho-a simplesmente linda , nada a ver com o post mas pronto!!
    beijo do sul!!

    ResponderEliminar
  22. Lembrei-me daquele ditado..

    Os cães ladram e a caravana passa!

    ResponderEliminar
  23. Pessoas de vistas curtas e cheias de falsos moralismos.

    ResponderEliminar
  24. Um exemplo de Pudismo!

    Um beijo,ana

    ResponderEliminar
  25. Então teriam que remodelar todos os programas,publicidades, entre outros, para que pessoas susceptíveis a qualquer coisa (pq existem) não fossem "desencaminhadas", só porque pseudo-pessoas é que sabem o que é o correcto ou não para o resto da população!?!?

    Os pais é que decidem, ou deveriam, o que os filhos podem ou não ver.

    Abraço

    P.S.: Realmente, os canais de televisão portugueses são muitíssimo educativos????!! (Excepção à 2 e começando na TVI).

    ResponderEliminar
  26. txiiii... falsos moralistas é o que mais há por aí, onde menos se imagina.

    :P

    beijo*

    ResponderEliminar
  27. Passei por aqui para te dar um abraço.
    Voltaste a falar de Swing e eu voltei a ler com muita atenção.
    É sempre bom lançar a polémica.

    ResponderEliminar
  28. balbino: pq gosto de ver gente nova a aparecer!

    ResponderEliminar
  29. red: há quem assim não pense....

    ResponderEliminar
  30. if you: mas teremos legitimidade para falar em nome de todos?

    ResponderEliminar
  31. iris: por vezes fico a pensar se certas coisas que se dizem não têm mais como objectivo dar nas vistas do que propriamente marcar uma posição.

    ResponderEliminar
  32. muito querida: acho que te entendo:)

    ResponderEliminar
  33. ondinha: pior que isso é fazerem critica selectiva):

    ResponderEliminar
  34. blue: ao melhor estilo da censura!

    ResponderEliminar
  35. sorrisos: penso que nem a igreja faria um comentário destes....

    ResponderEliminar
  36. silvia: a violência, o aborto, a anorexia, os crimes são objecto da censura nos média?

    ResponderEliminar
  37. anonimo: não dá! É que essas pessoas só vêem a rtp e julgam que o que eles não querem saber é o que todos não deveriam ver!

    ResponderEliminar
  38. pekenina: pelos vistos é mesmo!

    ResponderEliminar
  39. vânia: o problema é que ainda por cima devem receber dinheiro dos nossos impostos!

    ResponderEliminar
  40. ana: mesmo quando as coisas não nos tocam directamente nos devemos indignar com estas atitudes porque hoje foi sobre o swing, amanha será sobre muitas outras coisas. pior que tudo é que falam em nome de todos!

    ResponderEliminar
  41. diva: se fores capaz de me dizer um único ponto de razão agradeço

    ResponderEliminar
  42. nikita: muito sinceramente, se alguém viu algo a incitar, viu melhor que eu!

    ResponderEliminar
  43. lalisca: volta quando quiseres.

    ResponderEliminar
  44. no tunel: só convém falar de algumas coisas....

    ResponderEliminar
  45. mariazinha: neste caso sabe-se bem onde e curiosamente em nome de todos os portugueses...

    ResponderEliminar
  46. pduarte: não se trata de lançar ou não polémica: é uma questão de liberdade de expressão e dos valores mais elevados de uma democracia. Ver uma associação que se diz representante de todos os portugueses fazer uso de censura é preocupante para todos!

    ResponderEliminar
  47. não vi a reportagem, mas todos nós sabemos a força que os falsos moralismos têm na sociedade portuguesa

    ResponderEliminar
  48. Gosto de ler os teus textos...

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  49. Olha a mim dá-me vontade de rir...tanta hipocrisia é demais para mim hoje LOL
    Beijos meus

    ResponderEliminar
  50. Estrondoso o sucesso do post anterir.
    Quer-me parecer que falaste, ou melhor, escreveste sobre receitas afrodisiacas.
    Rsrsrsrs.
    Beijinho em ti.

    ResponderEliminar
  51. siala: talvez essa seja mesmo a palavra certa! Hipocrisia!

    ResponderEliminar
  52. Querido Noivo, (até parece inicío de carta de amor! hihihi)
    escapulindo-me para uma rapidinha pelo teu blog deparo-me com uma série de novidades. Eia vida boa! ;)
    Quanto ao swing e à pratica e aprovação ou não deste, claro que tenho o que dizer...
    À partida nada tenho contra, embora até compreenda que haja quem tenha. Penso que o casal que pratica o swing tem que ter uma relação excelente com uma base sólida de confiança, amor e respeito pelo(a) parceiro(a), onde não caibam o ciúme, a insegurança ou o sentimento de posse. Parece-me que é aqui "que a porca torce o rabo"! É que é muito dificil para a maior parte dos portugueses, machos e fêmeas latinos(as) que são abdicar do seu "direito" sobre o outro! Talvez seja por isso que se diz que, estatísticamente, os praticantes do swing sejam pessoas cultas ou com um nível de educação superior, de uma classe social média-alta e etc... É a velha história do "pobre é ladrão, rico é corrupto", neste caso pobre é corno, rico é swinger! ;)
    eu sei que o assunto é sério e que foi com seriedade que o abordaste, mas não posso deixar de brincar, até porque sei que vais conseguir distinguir as minhas opiniões das minhas piadolas.
    Sabes que não há muito tempo falei com uma amiga acerca de sexo e deste tipo de variantes e fiquei chocada com a opinião dela. Como acredito na liberdade de todos e cada um e acho muito bem que se pratique o que quer que se tenha vontade desde que não se magoe os outros levei logo com a etiqueta de "tarada sexual" e fiquei com um processo em análise para mais tarde receber a de "promíscua"! Irra! Aprendi com o erro e não voltarei a falar do assunto com ela!

    A carta já vai longa, mas não posso deixar de atirar os meus two cents ao Sr. da ACMedia:
    GET A LIFE! Isso deve ser falta de (bom) sexo!!!

    ;)

    Beijo grande e muita saudade.

    ResponderEliminar