Site Meter

sábado, 26 de julho de 2008

Abstinência

De que forma encaram a abstinência? Com desdém ou com admiração? Como heróis ou como desafortunados?
E que efeito provoca? Paz de corpo e mente ou mau feitio e inquietação permanente?É algo provocado ou algo imprevisível?
Ao fim de algum tempo já não custa tanto ou cada dia que passa fica mais difícil de aguentar?Poderá dizer-se que a masturbação faz com que não exista abstinência ou a abstinência deve ser vista simplesmente do ponto de vista da relação sexual?Será como fazer dieta? Um mal para atingir uma satisfação posterior mais elevada?
Será um jejum provocado por alguém?Purificação da alma e do corpo?
Para uns uma vida, para outros uns anos, meses, semanas, dias ou horas mas o que é realmente a abstinência?

terça-feira, 22 de julho de 2008

Enjoy the silence

O valor do silêncio é algo que quando estamos para aí virados, dá pano para mangas.
Seja por manifesta falta de vontade em comunicar, seja uma forma de punição ou mesmo porque se acha que mais vale não falar do que estar sempre a dizer o mesmo, a verdade é que poucas coisas nos fazem pensar tanto quanto o silêncio.Penso que isto acontece devido à tentativa que fazemos para o entender. Ao silêncio, pois claro. Confuso? Reparem....
Se alguém que costumámos ler, se remete ao silêncio, o que ficámos a pensar? As respostas serão as mais variadas mas são o que menos interessa porque simplesmente pensámos algo.
Se alguém com quem costumámos conversar e falar das mais diversas coisas, deixa de o fazer, remetendo-se ao silêncio, certamente que começámos a pensar porque o estará a fazer. Umas vezes não sabemos porquê, outras sabemos e pensámos nisso mas a verdade é que mais uma vez, matutámos na questão.
Outras alturas haverá em que nós próprios nos remetemos ao silêncio porque sabemos que tal postura levará alguém a pensar. Poderá também ser porque concluímos que até ali o máximo que conseguimos fazer ao falar foi contribuir para a poluição sonora e como tal, mais vale ser ecologista. Ainda assim, pomos os outros a pensar, ficámos nós a pensar ou ambas.
Tudo isto é muito confuso para uns, realmente fácil para outros, meio termo para a maioria talvez, mas a verdade é que o valor do silêncio, na minha perspectiva é permitir pensar. E como o pensamento costuma ser melhor com ausência de barulho.... isto dá que pensar....em silêncio!