Site Meter

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Cinema III

Assim que senti aquela mão na minha perna, um misto de ansiedade e de realização de uma fantasia tomou conta de mim. Estava com uma erecção brutal e foi isso mesmo que ela constatou assim que a sua mão deslizou da perna para o meio das minhas pernas.
Eu simplesmente não me mexia, estava a começar a entrar no jogo e percebi claramente que o facto de não reagir era um sinal para ela, que não desaprovava mas por outro lado não me mostrava demasiado interessado, apesar de o meu pau dizer claramente o contrário. E ela percebeu que ela estava no comando, que eu tentava fazer-me difícil e isso parecia dar-lhe ainda mais prazer, pois passou literalmente a abusar de mim.
Não me olhava, fingia estar a olhar o filme mas com uma mestria e uma lentidão de movimentos impressionante, ia abrindo as minhas calças, retirou o meu pau que ansiava libertar-se do sufoco em que se encontrava e começou a deslizar a sua mão por todo ele, lenta e firmemente, claramente conhecedora de como agradar. E continuava com a outra mão a tocar-se, gemendo baixinho, semi-cerrando os olhos e aumentando a frequência da sua respiração.
Por incrível que pareça, isto durou alguns minutos e eu estava a ficar louco. Não sabia qual a sua intenção, se simplesmente me queria fazer chegar ao orgasmo daquela forma, se apenas me queria provocar ao limite, se esperava uma reacção minha... E enquanto pensava nisto, vejo-a inclinar-se sobre o meu pau, a cabeça lentamente a baixar e senti um calor húmido, a percorrer todo o meu membro, apenas possível de sentir por parte de uma boca salivada, quente e gulosa. Aquilo mexeu comigo de uma maneira que senti que teria um orgasmo em segundos! Tentei segurar-lhe o movimento de vai e vem mas claramente ela contrariou, emitiu o som característico de um nã, nã, nã, uma vez que tinha a boca preenchida mas foi o suficiente, para que eu percebesse que seria como ela queria e com o aumento da cadência da sua boca, juntamente com a mão que me apertava e manuseava o membro, foi impossível não perceber que desejava saciar-se de mim, sentir-me a jorrar, sentir-me rendido e derrotado na tentativa de segurar um orgasmo que que vinha a caminho, imparável, impossível de controlar e arrebatador....estava a vir-me.....a encher-lhe aquela boca sedenta, de mestria incalculável, de uma subtileza gigante, de uma vontade louca por saborear o meu líquido do prazer.
E foi o que ela fez! Lambeu tudo lentamente, percorreu várias vezes o meu pau ainda duro, massajava com a sua mão (e que mão!) e não terminou sem que voltasse a colocar o meu pau de volta para o aconchego das calças, as apertasse e voltasse a recompor-se na sua cadeira.....
Assim que o fez, abriu as suas pernas, colocou uma mão sobre os seios, outra entre as pernas, abriu a boca e percebi imediatamente que estava prestes a explodir de prazer.....desta vez o seu.....vi-a contrair-se uma e outra vez, apertava o peito com uma força imensa, soltava sons claramente contidos mas que evidenciavam que estava a ter algo poderoso, um orgasmo, ou vários, sinceramente não sei, mas claramente com uma intensidade enorme! Que tesão ver uma mulher, aquela mulher a entregar-se ao prazer daquela forma tão provocante.....
Demorou talvez uns dois minutos a recompor-se, não voltou a olhar-me e levantando-se, virou costas e saiu tal como tinha entrado, com uma sensualidade digna de uma mulher que sabe que é boa e senhora de si.
Reparei num papel branco, deixado na sua cadeira.....era um cartão pessoal com o seu número de contacto......nem queria acreditar......
Seria o fim ou apenas os preliminares......?

6 comentários:

  1. Adorei!!!! Parabéns Sr. Noivo!!!
    Voltou em 2012 em grande!
    Só espero que coninue o bom trabalho e a encher-nos de tesão!!!
    Obrigada por me teres eixado toda molhadinha!!! uiiiiiii!!
    Beijo atesuado!!

    ResponderEliminar
  2. Secret: Isso tudo? :) volta sempre!

    ResponderEliminar
  3. Há mais!! hehehe

    ResponderEliminar
  4. Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii ;)As tuas descrições dão asas à minha imaginação que é levada pelas tuas palavras até ao banco daquele cinema onde me deixa excitada e com uma vontade enorme de ter uma igual sessão de cinema :P

    ResponderEliminar